Sobre o Título

“Por Que Jogar o Papel no Vaso” é um blog onde critico situações, notícias, produtos ou empresas que dificultem nossas vidas.

Veja o exempo do papel no vaso. O bom senso, pelo aqui no Brasil, é não jogar o papel higiênico no vaso sanitário, certo? Não nesse banheiro que frequento. Nas “cabines de força” não há cestos de lixos, mas uma recomendação diz “Pavor Jogar Papel no Vaso”.

Papel no Vaso

Sem entrar em maiores detalhes, o leitor já pode imaginar o resultado óbvio, quase sempre temos os vasos entupidos.

Não sei de quem foi a idéia genial, mas ela está lá, dando errado dia após dia e ninguém muda.

No mundo de TI, temos várias situações como a do papel no vaso, sempre dando errado, mas que ninguém muda.

199 responses

8 02 2007
Rodrigo

O papel no vaso funciona sim, sempre tive este habito e até agora tudo certo. O papel quando vai para o esgoto ou rio degrada-se a natureza mas, se vai para o lixão, fica fermentando dentro de uma saco produzindo metano e poluindo o solo. O problema não é o papel no vaso que é uma cultura “verde” o questão é falta de consideração ao não puxar a descarga. Muitos países não usam lixeiras em banheiros. Já pensou quanto por cento do dinheiro gasto em coleta de lixo vai para recolher papel higienico cagado ?? Faço o calculo.

8 07 2010
Recicle

Como podem existir pessoas tão ignorantes iguais a voce ?
Por que jogar papel no Vaso?
Pare e pense,ou vc nunca passou saber em paises de primeiro mundo,todos usam papel Biodegradavel !!!
Esse papel biodegradavel,ao ir para o vaso ele se desmancha nao deichando entupir por ex… entendeu ?
Só no Brasil mesmo as pessoas nao tem respeito e nao fazem nada pra mudar isso, acumular papel cagado ,,,ãrrg .. que nojo ..
Primitivo ao ultimo.
Precisamos evoluir nesse ponto!
Olhar pra frente não sermos iguais primatas ..
Ve se atualiza ai ..
Falow

27 05 2011
Flavio

Nunca respondo a essas mensagens, principalmente vendo que é antiga (2010). Mas sua frase “Como podem existir pessoas tão ignorantes iguais a voce ?” soa absurda demais.

Por favor, se informe antes de falar besteira.

É melhor jogar papel higiênico no lixo ou no vaso?

http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/lixo/conteudo_391999.shtml

O que é mais ecologicamente correto: jogar o papel higiênico no lixo ou na privada?

http://super.abril.com.br/revista/254/materia_revista_284897.shtml?pagina=1

1 03 2012
Renata

pare e pense….seria deichando ou deixando???? ops, quem é ignorante aqui?

21 03 2012
Eliete

Para jogar o papel higiênico no vaso sanitário é preciso que tenha avido uma engenharia que acompanhe a construção do banheiro em relação ao encanamento, o caimento dos canos devem ter bastante declive e acompanhar o tamanho 100 até o final; importante saber que para isso, não serve para quem possuí fossa séptica, mas somente para as casas onde possuem esgotos sanitário na sua rua, quer dizer saneamento básico, com galerias de esgoto.

31 12 2012
Flávio Augusto Moreti

Amigo, acho que você está esquivocado, pois embora não exista a adequada divulgação, o papeis higiênicos atuais podem e devem ser jogados no vaso sanitário, visto que são fabricados para dissolverem na água, não causando entupimento ao sistema público de esgotos. É uma medida inclusive mais saudável, visto que reduz o risco da propagação de doenças devido a presença de insetos, entre outros. Segue resposta de e-mail enviado à Sabesp:

—–Mensagem original—–De: ouvidoria@sabesp.com.br [mailto:ouvidoria@sabesp.com.br] Enviada em: quarta-feira, 13 de dezembro de 2012 Para: Flávio Augusto – Assunto: Re: Agência Virtual – Ouvidoria

Prezado Sr,

Encaminhamos a sua manifestação para atendimento do Departamento de Controle da Qualidade dos Produtos Água e esgotos – área da Sabesp responsável pela informação – que nos enviou os seguintes esclarecimentos:

– O papel higiênico não causa nenhum problema ao sistema de esgotos e é inclusive sanitariamente recomendável que o mesmo tenha esse destino, pois é a forma mais rápida de eliminar esse resíduo. Esclarecemos que o papel higiênico se dissolve na água, não causando entupimento na rede e, uma vez na estação de tratamento de esgotos, será tratado como matéria orgânica . O cliente deve somente verificar se a descarga do vaso sanitário é capaz de arrastar o papel higiêncio, de forma a não haver entupimento do mesmo. – Outra consideração a se fazer é que é preservativos não devem ser lançados no sistema de esgotos, pois causam entupimento de grades das estações de tratamento. Além disso, o plástico não é passível de ser degradado biologicamente nas estações, o mesmo valendo para os absorventes.

Atenciosamente Ouvidoria Sabesp 0800-0550565

3 01 2013
Carol

Gente, desde que fiz uma pós-graduação em Gestão Ambiental, há dez anos, que jogo o papel no vaso. Ele, junto com todo o esgoto, podem ser tratados – através da compostagem – e viram adubo!!! O problema para o entupimento não está em jogar papel na privada e sim na quantidade jogada!!! Se vc usou a quant suficiente para se limpar, não vai entupir, mas se vc forrou a privada, se limpou e se limpou novamente, aí vc deve ter o bom senso de verificar se aquela quant não foi demais, né?

17 06 2014
seya

tem gente que faz força para ser burro.
esses dois flavios são exemplo disso, o primeiro flavio colocou dois link afirmando que se pode jogar papel no vaso, mas se ele tivesse prestado atenção no que ele mesmo posta teria visto que só se pode jogar caso haja rede de esgoto ou estação de tratamento algo muito raro no brasil, o próprio site avisa que caso não tenha o certo é jogar na lixeira.

depois vem o outro flavio que mesmo mandando um imail pra sabesp, ainda não conseguiu perceber que assim como o o link do primeiro flavio, o texto da sabesp parte do pressuposto que ele tenha uma rede de esgoto, coisa que como ja falei não é comum no brasil

17 05 2014
marcos

Rodrigo, outra situação é a questão do mau cheiro que fica no banheiro com o acumulo de papel com fezes, eu sempre jogo o papel no vaso sánitario a questão tanbém é a quantidade de papel que se joga no vaso.

20 02 2007
Flávio Furlan

Olá Rodrigo,
Eu realmente não fiz o cálculo mas uma coisa eu sei, o que é ir ao banheiro e não poder fazer meu cocô sossegado porque todas os vasos estão entupidos com papel! Mas tudo bem, no escritório é lugar de trabalhar não de fazer cocô.

Também não fiz o cálculo da quantidade de água necessária para dar a descarga de um monte de papel. Não sei o que é pior, a poluição no solo ou o desperdício de água!

De qualquer maneira, o papel no vaso realmente me irrita…

Abraços!
Flávio

7 01 2012
Fabiano

?!?!?!?!?!?!
Mas a gente não tem que dar descarga de um jeito ou de outro???
Não vai gastar agua de uma forma ou de outra???
Não entendi!!!

15 08 2007
Fabio

Existem normas para a produção do papel higiênico e ele não entope o vaso ou a tubulação de esgoto. Outros tipos de papel ou plásticos sim.
A cultura de jogar papel em cesto é quase selvagem, porém difundida como verdade absoluta!
Papel higênico se joga no vaso.
A propósito, sou eng. e trabalho com instalações hidráulicas também!

30 09 2009
Edson

no youtube tem uma palestra interessante sobre esse tipo de higiene.

compartilhe

15 05 2010
monalysa pinto da silva

eu acho que entope k eu não sabia

16 05 2010
monalysa pinto da silva

eu nao achoo ne

4 09 2011
Cesar

Fabio:

deixa algum contato. Na empresa que trabalho, precisamos descartar papel no vaso, mas tivemos problemas de entupimento. Gostaria de tirar dúvidas.

Cesar

9 08 2012
Jorge Rafael Alchera

O certo é higienizar com ÁGUA. Tem a biducha na internet e é acessório nacional e barato. Se não tiver água, o papel higiênico usado, deve ser jogado no vaso. Fiz isso toda minha vida (60) e jamais entupi um vaso. Porque? Porque o papel higiênico tem fibras curtas de celulose e é fabricado para DES-MAN-CHAR em contato com a água. Alguém já tentou enxugar as mãos ou os óculos com papel higiênico ? Não dá, pois ele desmancha, né? Já o papel toalha tem fibras longas. Se jogá-lo, o PAPEL TOALHA ENTOPE VASO! Beijos a todos ! Jorge Rafael

4 01 2012
Lela

Pessoal, acho importante entender o seguinte,a prática pode até ser amigável com o meio ambiente, mas em nosso país esse tipo de construção em muitas cidades é maquiada, ruim e fraca, no estado do rio então, o que mais acontece são prédios com entupimento de esgoto devido ao excesso do volume em relação as tubulações que não são adequadas para aguentar o volume… o problema é de infra-estruturas e não da cultura….

17 04 2013
Thay

Boa Tarde! Sou Técnica em Logística e estou elaborando meu TCC com o tema em questão, e me veio em mente citar em meu trabalho se para não haver entupimento no vaso na hora de despejar o papel, o vaso deve seguir alguns “critérios ou normas”, e se não há, você recomendaria que seja feito de uma certa maneira para que não haja o tão indesejado entupimento!
Desde já agradeço a sua atenção!
Obrigado…

29 09 2007
CARLOS

Li o email do Fábio (engenheiro) e quando diz que “jogar papel em cesto é
quase selvagem” , pelo contrário, acho que é bem ecológico e racional..
Ecológico : Se jogar papel higiênico no vaso , gastará mais água, sem falar
que jogariam qualquer tipo de papel higiênico..
Racional: Papel higiênico especial é mais caro.

A propósito , só para ilustrar …O Banco Itaú adotou o sistema de jogar papel
no vaso…após alguns meses , tudo como antes no quartel de Abrantes, em
razão do disperdício de água + papel especial

30 09 2009
Edson

visite o youtube. tem uma palestra interessante sobre esse tipo de higiene.

repasse

17 04 2011
Dinair Tavares

Adorei as dicas do Dr. Pastor. realmente temos que lavar e o papel temos que jogar no vaso. Faço isso há 30 anos e NUNCA tivemos problema em casa. Só um porém, uso o melhor papel do supermercado.

17 04 2013
Thay

Kara isso é ridiculo…Na real é uma falta de higiêne para com o meio ambiente…Usar toda essa água quando você for defecar ou fazer xixi!

7 12 2011
jorge newton

amigo carlos vamos pensar um pouco como diz uma frase da globo ai no brasil, veja nao é necessario dar uma descarga só para mandar o papel higienico embora, neste caso sim é ecologicamente incorreto, no mesmo momento que voce faz suas necessidades fisiologicas, voce já descarta o papel no vaso e usa a mesma agua dessa descarga, sendo assim nao havera nem um consumo de agua a mais e será muito mais higienico e ecologicamente correto, aqui onde moro é proibido descartar papel higienico em cestos, salvo absorventes fraudas e preservativos, sou engenheiro trabalho com encanaçoes hidraulicas montreal estados unidos, grande abraço tudo de bom…

7 12 2011
Daniel

Onde está o botão “curtir”?

25 02 2012
INGRID KUHN

E outra coisa..quantas vezes vamos ao banheiro fazer o número 2 por dia ? Geralmente uma (alguns duas e muitos a cada 2-3 dias)…enfim….quantas vezes nós fazemos o número 1? Então dar uma descarga a mais no número 2 não iria por abaixo a teoria de dar descarga no papel. Mas o uso da ducha higiênica (lavando as partes íntimas) e usando pouco papel apenas para secar seria o ideal. O que passaria por um processo de educação alimentar para que os intestinos funcionassem logo de manhã (antes de sair para o trabalho) e poder nos higienizar adequadamente com água e nos secar com papel.

4 01 2008
Ramon

Pessoal, como todos sabem logo logo estaremos passando por uma escassez de água, então vamos economizar a água jogando o papel no cesto, lembro que o papel cagado no vaso não vai matar sua sede!

12 11 2012
AWK

HAHAHAHHA Ramon, vc é muito fraco, só pode ser piada o seu comentário!!!

20 01 2008
ed

QUALQUER papel sanitário é feito para dissolver na água, não precisa ser especial. A descarga das fezes é UMA SÓ para elas e para o papel, portanto não há nenhum consumo natural a mais. Notem que as descargas de caixa tem uma “dose” única para cada descarga, suficiente para o caso normal. O que pode entupir o vaso são doses exageradas de fezes (as vezes inevitáveis), montes de papel ou outros objetos e materiais. Usar cesto só é bom para deixar o “agradável” fedor para os usuários e “prazeiroso trabalho” para quem o recolhe…

29 06 2010
Juliana

Sou Gerente Administrativa e tenho a dizer que salvo em encanamentos feitos para isso, o papel entope todo o sistema do prédio! Estou cansada de pedir para não jogar papel no vaso, fiz cartazes, mandei emails, nada muda o hábito o papel retorna, entope e resultado: temos que chamar empresas especializadas em desentupimento a cada 6 meses. Portanto, eu reforço não jogue papel no vaso.

24 10 2010
walmir

Caro Sr
sua tubulação hidráulico esta com problemas, ou seu vaso não suporta certa quantidade de papeis, existem vasos que tem boa passagens de produtos sólidos, talvez troque por vaso da DECA.

absc

25 10 2010
Roberto

Juliana, sou especialista em construção civil (arquiteto) e lhe garanto, no Brasil os encanamentos são feitos paa isso, sim, e, ao contrário do que alguns dizem aqui, o “nosso” papel higiênico também é biodegradável e é feito com fibras curtas. É só molhar e vc vai ver como ele quase se dissolve.
O que há no seu encanamento é outro problema, pode apostar.
Mande consertar e passe a jogar sim o papel no vaso.
Chega de juntar cocô em cestinhos para depois alguém ter de embrulhar e descartar e outro depois ainda ter a infelicidade de abrir os ombrulhos nos lixões das cidades. Isso é porquice.

9 12 2012
Maria Azevedo

Tem certeza que é o papel Higiênico que esta entupindo ou o pessoal que esta cagando de mais, deve ser muita bosta, pois o papel Higiênico é mais mole que muita merda por ai.

7 02 2008
Ferraz

Sempre joguei papel no vaso sanitário junto com as fezes e nunca entupi, aliás, esta idéia sim é que deveria ser difundida. Quanto ao consumo de água vai gastar mais porque, se o cidadão ou a cidadã vai dar descarga para a bosta ir embora, o papel aproveita e vai junto isto é óbvio. Acho tremenda falta de higiene não jogar o papel no vaso e não lavar a bunda após defecar.

25 02 2008
Cesar

eu jogo papel no vaso a muito tempo e também nunca tive problemas com intupimento, e tem que saber economizar depois que soltou um cagão joga o papel em cima e pau no gato, vai tudo jundo… qualquer duvida

12 03 2010
margaret

eu só acho que se na incanação passa sertos tipos de cocos duros,grossos e grandes ,como o papel não passará também?pense nisso!

5 11 2010
Pedro

O que muitos aqui ignoram é que em construções antigas, isso (tubulação adequada) não era respeitado. Moro num prédio que tem mais de 40 anos de construído, a tubulação é tão precária que quando ligam a “torneira da rua” em alguns andares, falta água em outro. Como podemos concluir, a prática desse tipo de hábito, dependerá do tipo de habitação de cada um. E outra, nem todos os papeis são biodegradáveis!! Tem uns que parecem umas lixas, outros que dá para indentificar letras, vindas de revistas ou jornais… Jogaram um papel ali no vaso, já dei umas 3 descargas e nada do “abençoado” descer…

12 04 2008
Um Anónimo

Gente, é óbvio que o papel higiênico se tem de jogar no vaso. Cada outra solução é uma porquice, e todos aqueles que jogam o papel numa lixeira ou não-sei-para-onde são pessoas inhigiênicas e sujas. O problema deles é que não querem admitir que são sujos, por isso defendem a idéia absurda que se deve jogar na lixeira. Nos supermercados praticamente só tem papel higiênico que se desmancha perfeitamente na água. Mas tem outro aspecto interessante: quase não dá para acreditar, mas como estrangeiro no Brasil percebo que para os brasileiros é uma questão de identidade nacional de jogar o papel usado no vaso! É expressão de BRASILIDADE!! Algumas pessoas aqui constataram que em outros países tipo Europa, América do Norte não se pode jogar papel no vaso. Nem há lixeira perta do vaso. E como brasileiro no exterior sempre sofre que muitas coisas são diferentes (e sofre sobretudo quando percebe que algumas coisas são melhores), acha chato tudo o que é diferente. E depois da volta para o Brasil se sente aliviado: ah, que delícia feijão! ônibus com catraca e cobrador! cerveja sem sabor mas tão estupidamente gelada que o sabor não faz falta porque os dentes doem tanto! Escrever CPF e RG e 63 formulários por semana! E, claro, jogar o papel higiênico no vaso do banheiro, viva a patria!! É por isso que brasileiro nunca vai mudar este hábito, sabe?

17 11 2010
Marco

Gostei do comentário do anônimo. Moro também no exterior e quando volto ao Brasil vejo como as pessoas ficaram horrorizadas de pensar em jogar o papel no vaso e parece que você está propondo algo de outro mundo. Sem dizer nos hoteis luxuosos no Brasil e também shopping centers que tem o seu cestinho. Por exemplo, em Natal, no Midway mall, um shopping de prestígio. Tudo muito chique, mas no banheiro o que você encontra? um belo cestinho cheio de papel usado no final do dia. Parabéns Brasil, você não perde a sua cara. Esse assunto nem deveria ser discutido, deveriam ser os governos a se interessarem em dar uma cara adulta ao Brasil não a de moleque que tem.

8 05 2008
Rogerio

Esse anonimo eh um fdp!! Feijão eh um alimnto essencial!! e imagina qntos desempregados teremos com os onibus sem cobrador?? e na hora d um acidente?? qm dah a baldiaçao para os passageiros?? O Cobrador!!! afff!! seu FDP!!

3 07 2010
Harry Balls

Noooossa velho… Vc eh um perfeito idiota!!! Naum entendeu o ponto dele e ainda quer falar m#%d@ aqui no blog… Ele quis dizer sobre a falta de desenvolvimento do pais, que reflete tb nos aspectos mencionados por ele. Tsc, tsc, tsc…
Nao eh necessario ser estrangeiro para ter a mesma opniao q ele, so eh necessario nao ser porco e estupido como vc. ;)

12 07 2008
Benevide

Não entendi o Porquê da polêmica.

Papel higiênico é hidrossolúvel e degradável.

Guardar papel no sexto e guardar M…..

De descarga e vai tudo embora!

27 03 2012
Rafs

NoOoOoOssa Benevide, finalmente alguem que sabe oque a placa quer dizer, PAPEL HIGIENICO BIODEGRADAVEL, mas as pessoas que nao tem esse tipo de produto em sua casa ja coloca na cabeça que o produto simplesmente nao exista.

uffa

8 10 2008
Rogério

Pessoal, além de ser biodegradável, o papel higiênico sujo é um papel NÃO RECICLÁVEL(ainda bem!).
Portanto, papel higiênico sujo deve ser descartado no vaso sanitário.
Acontece que em algumas instalações de vasos sanitários não permitem esse tipo de descarte, pois poderá entupí-los, mas definitivamente, a forma mais adequada para o descarte do papel higiênico usado é o vaso sanitário.

28 10 2008
Julio

Já notaram o efeito da água no papel higiênico? Pois bem, tentem limpar o loló com papel molhado… a água enfraquece as ligações químicas (não vou entrar em detalhes), diminuindo a resistência mecânica e portanto facilitando a sua desintegração. A quantidade de água necessária no descarregamento do treco, é praticamente a mesma se houver juntamente alguns pedaços de papel higiênico (vejam bem, somente papel higiênico). Portanto, papel sujo é no vaso!!! Sem contar que há aqueles cujas fezes encontram-se num estado um pouco mais “pastoso” e portanto, o papel usado na remoção da primeira porção, estando no cesto, causa a impressão de que o sujeito “cagou” no cesto e não no vaso.

14 12 2008
peyxe

Nao é sempre que se pode jogar papel no vaso.

Se a tubulação for pequena não se deve jogar papel no vaso. Se vc mora em prédios antigos, nao jogue de jeito nenhum, inevitavelmente vai entupir.

Se o papel for de qualidade ruim, nao se deve jogar papel no vaso.

Se a sua cidade nao tiver tratamento de esgoto separado, nao se deve jogar papel no vaso.

Com papel de boa qualidade (que se dissolve facilmente), uma tubulação adequada (diâmetro adequado, pressão da descarga adequada) e se sua cidade possui tratamento de esgoto adequado, tudo bem, pode jogar o papel no vaso.

Espero ter esclarecido essa dúvida!

10 01 2009
Marcos

É simples dirimir qualquer dúvida. Pegue uma garrafa “pet” acima de 500ml, coloque pedaços de papel higiênico (qualquer qualidade), do comprimento que você usaria, encha de água, deixando um espaço de ar (gargalo) para a água se movimentar. Coloque a tampa e dê uma sacudida (simulando a descarga) e pronto o papel se dissolve totalmente. É estúpido e anti-higiênico guardar o papel num cestinho no sanitário. No vaso, alem das fezes e urina, somente papel higiênico e nada de absorventes, este sim entope.

10 01 2009
carlos cesar

Papel higiênico é pra jogar no vaso.Jogar no cesto se torna um vetor de doença(CÓLERA).Isto já foi detectado e as industrias fabricam com papel biodegadavel.Portanto não corra risco de terem vetores de doença em suas casas.As industrias são obrigadas por lei a fabricar em papel biodegradável,isto aumento os custos,foi um dos fatores de diminuirem de 40 mts para 30 mts.

15 01 2009
RITA CALDAS

Não vejo problema em jogar papel no vaso sanitário em minha casa não uso cestinho pra este fim e sim pra descartar absorventes é mais higiênico e o banheiro não fica com aquele odor desagradável quanto a agua usa-se a mesma que damos descarga não há gasto a mais portanto galera joguem papel higiênico no vaso sanitário e deixem de polêmica

30 09 2009
Edson

youtube tem uma palestra interessante sobre esse tipo de higiene.

repasse

21 01 2009
Jales

Poxa! Estava de bobeira em casa e resolvi colocar no google a seguinte pergunta: “papel higiênico entope vaso sanitário?”. Não sabia que iria encontrar um site comprovando que o problema é tão discutido e polêmico. Parabéns.

1 02 2009
Alessandro

Acho uma boa jogar papel higiênico no vaso!
No Areporto de Chigago não existe sequer uma lixeira nos banheiros!
Porem seria melhor que as cidades tenham um sistema de tratamento de esgoto, o que na maioria das cidades do Brasil não é realidade!
De qualquer forma a discussão me ajudou a tomar uma decisão!
Jogar o papel no Vaso!
Obrigado!

2 02 2009
José Cagão

Bem… Estou vendo que a teoria do cocô está evoluindo. Quanta gente falando nele e seus derivados. Em breve teremos doutores e filósofos especializados no assunto. Mas afinal, quem nasceu primeiro: o cocô ou o papel ? Coloco aqui a minha colaboração para enriquecer a discução pessoal. Ótimo trabalho a todos!

18 02 2009
LUIS

Não pude deixar de rir com sua resposta e a de outros Sr. José Cagão…. E sanando sua duvida sobre a árvore genealógica do cocô, te esclareço que o cocô veio antes do papel… e que a raça humana, não tinha prolemas de aquecimento, altas diferenças de temperatura, poluição nos mares e ilhas do atlântico e pacífico, animais morrendo de poluição, doenças tão infernais quando só existia essa duppla (coco e papel). O mundo começou a se deteriorar quando o homem inventou o plástico… Realmente para os que gostam de guardar os seus papéis sujos no cestinho, concientizem-se e forrem a cestinha com um saco de papel e não com a sacolinha de plástico, pois o plástico leva milhares de anos para se decompor. E para os que utilizam o descarte através do vaso, fiquem tranquilos, o que entope o encanamento nao é o papel, mas sim o tamanho dos canos, pessoas burras que acham que camisinhas, embalagens, absorventes, fraldas e cotonetes sao sinônimos de papel higiênico… Pense… se o cocô passa… como o papel não vai passar? Mesmo se não tem tratamento de esgoto na sua cidade o papel se deteriora em 3 ou 4 dias dentro de sua fossa séptica pois é um produto orgânico… CONCIÊNCIA pessoal.. não só com os vasos sanitários mas com o consumo de sacolas plásticas, garrafas, camisinhas…. Jogue o lixo no lixo e o papel no vaso… Utilize sacolas retornaveis ou caixas de papelão quando for ao mercado e não sacolas plásticas, separe o lixo seco do lixo orgânico… etc.etc.etc….

4 03 2009
solange

Estou reformando meu banheiro,e estava em duvida com a cor da nova licheirinha.
Agora…nao mais,abaixo a papeis sujos em meu banheiro novo.

6 03 2009
Paulo Correia

A TODOS OS QUE JOGAM NA PRIVADA

Teste 1:
Deixem um pedaço de papel higiênico em um copo de água durante uma semana e vejam – ELE CONTINUA PAPEL e CONTINUA INTEIRO

Teste 2:
Molhem um montinho de papel higiênico e joguem no teto do banheiro de suas casas e tentem tirá-lo uma semana depois – ELE FICA DURO COMO PEDRA e GRUDA COMO GESSO

Conclusão: Jogue no lixo. Ninguém tá dizendo que vai ser reciclado, nem que o papel vai ficar no cesto pra sempre. VOCÊ que joga no vaso não sabe o perrengue que a próxima pessoa passa ao usar a privada e ver a TUA bosta subindo rodando quando vai dar descarga. Não entope uma ova.
Teoria é teoria e fato é fato.

E pro Sr. “engenheiro” lá em cima, BALELA. Tudo é muito poético, não?
Francamente!

16 04 2010
Diogenes

Sua reprodução “teórica” é tão linda quanto ignorante.
O papel seca, obviamente, no teto, pois não tem ÁGUA. Seu vaso fica seco, por acaso?
Outra coisa, a descarga agita a água – então, pra sua teoria do copo ser mais coerente, vc deveria agitá-lo também.

Não precisa pensar muito: siga a dica postada anteriormente: coloque um tanto de papel numa garrafa pet de 500ml e dê umas chacoalhadas. Depois veja o resultado…

18 06 2010
mona pinto da silva

aracterísticas Principais: A baleia Jubarte possui nadadeiras peitorais muito
grandes, que podem chegar a medir o equivalente a quase um terço de seu
comprimento total. A nadadeira dorsal é pequena e fica em cima de uma
corcova. A nadadeira caudal tem pordas recortadas e padrão da superfície
ventral variável. A cabeça é coberta de pequenas calosidades redondas, e o
borrifo é espalhado, em forma de balão.
Tamanho: O comprimento médio é de 12 a 15 metros.
Peso: Varia entre 25 a 30 toneladas
Gestação e cria: Aproximadamente doze meses, nasce apenas uma cria com cerca de 5,0 metro. Os filhotes
nascem com 1 a 2 toneladas.
Alimentação: Krill (pequeno camarão) e pequenos peixes.
Distribuição: Possui hábitos costeiros. Ocorre em todos os oceanos, no Brasil, distribuem-se desde o Rio
Grande do Sul até o Arquipélago de Fernando de Noronha, sendo que sua maior concentração ocorre em

3 07 2010
Harry Balls

Ao sr. Paulo Burro-Como-Uma-Porta Correa…

TESTE 1: Isso so acontece com vc q limpa a bunda com jornal e o assunto aqui nao eh esse…

TESTE 2: Noooossa… Qta estupidez… Desde qdo podemos comparar o teto (que esta sempre seco) com o vazo/encanamento que sempre tem agua correndo???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????
NOSSA! COMO VC É BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUURRO!!!

24 03 2009
Vital

Imagine todo esse papel parado no encanamento do esgoto endurecendo e entupindo o mesmo. Imaginem o trampo de se refazer todo esse encanamento, ou o gasto para retirar todo esse papel que não se dissolveu e que empedrou no local. Incrível como os banheiro públicos em geral vivem entupidos após os cagões enxerem os mesmos de papel, e ninguém mais poder usar. Coitado do catador de sacos de papel higiênico da cestinhas ter de ficar desentupindo vaso sanitário.

27 03 2009
Samanta

Aprendi com uma professora do ginásio que papel no vaso não entope. Ela passou isso pra toda a sala. Jogo papel no vaso, mas quando vejo um aviso : ” Não jogue papel no vaso” eu respeito, pois imagino que a tubulação não deve ser apropriada

19 01 2010
victória

eu respeito isso porque quando minha amiga jogou papel no vaso la na casa dela ela me disse que intupiu

27 03 2009
Samanta

Aprendi com uma professora do ginásio que papel no vaso não entope. Ela passou isso pra toda a sala. Jogo papel no vaso, mas quando vejo um aviso : ” Não jogue papel no vaso” eu respeito, pois imagino que a tubulação não deve ser apropriada

30 03 2009
Alex

Jogar papel no vaso é mais higiênico, porem pode entupir

não sei se depende da tubulação ou do modelo do vaso

pra saber se o seu vaso entope ou não basta fazer o teste

se o vaso entupir, desemtupa de uma maneira bem simples e facil:

siga as instruções que fica nesta página:

http://www.bemsimples.com/pages/viewpage.action?pageId=19824798

23 04 2009
regina

Pois é,
li todos os comentários e não cheguei a nenhuma conclusão. ou fazer o teste em 2 vasos, e daqui a 1 mes volto para comentar.

21 05 2009
Adilson

Bom, minha opnião é que PAPEL HIGIÊNICO é no cesto de lixo, e NÃO NA PRIVADA. Li por cima quase todas opniões, e cheguei a seguinte conclusão: Em primeiro lugar disseram que é pessoas sem higiene que jogam papel no cesto, só se for para essa pessoa que JOGA PAPEL na privada somente pra se livrar do trabalho de jogar o lixo pra fora de casa, como deve fazer com os demais serviços, pois em casa jogo no CESTO e é muito higiênico e limpo, pois quem faz desta forma sabe utilizar um CESTO COM TAMPA e não necessariamente deixar a merda visível para quem quiser olhar, e outra, alguém comentou também sobre lavar a bunda depois de cagar, quem não lava é sujo. Vamos ver o que é mais sujo, imagine, depois que o sujeito CAGA, pra lavar a bunda tem que ter um BIDÊ ou aquelas mangueirinhas de agua ao lado do vaso ou a mangueira do chuveiro, certo! Pois bem, eu jamais usaria um BIDÊ, onde todo mundo senta e espirra agua na bunda jogando merda pra todo lado, e depois vem outro e espirra agua com merda do outro que usou antes e assim vai “TO FORA”, e outra situação, cagar e lavar a bunda no chuveiro ou mangueira, imagine jogar agua com mangueirinha, escorrendo aquela agua com merda nas pernas, em fim, um nojo só. Por isso, que quando faço minhas necessidades procuro fazer antes do banho, assim além de limpar com papel e JOGAR NO LIXO, já tomo meu banho que é bem mais higienico. E quando entra no assunto se entope ou não a privada, bom, sempre temos algum parente ou amigo que tem esse habito desagradável de JOGAR PAPEL na privada, e já precisei ajudar algumas tias e outros a desentupir os vasos cheio de PAPEL HIGIÊNICO, você que tem esse costume, faz um teste, joga um rolo de papel higiênico num balde com um pouco de agua e deixa la alguns dias pra você ver! E lembrando que os esgotos e encanamentos não ficam cheios de água parada como num balde, por tanto, até chegar aos rios, vão se acumulando toneladas e mais toneladas de PAPEL HIGIÊNICO nos encanamentos. Agora o que é mais SUJO eu pergunto, pessoas que jogam papel na privada, dizendo que é mais higiênico devem ter nojo de lavar até a própria bunda, isso sim, e piór, usam essa desculpa que é mais higiênico pra não se dar ao trabalho de limpar o ambiente onde mora ou trabalha. Com certeza, se joga papel na privada, joga outras coisas mais, como por exemplo; Comida, restos, lixo, etc… pois é mais comodo não é verdade. BOM É ISSO, ABRAÇO

28 06 2011
Luis Carlos

As pessoas deviam falar somente o que sabem, não podemos acreditar em tudo que tem na internet, mas tem umas coisas que parecem brincadeira, veja como é bem simples, falamos de residuos de papel biodegradavel, estremamente soluveis e facilmente transportavel em solução aquosa. Primeiro passo, o que entope a tubulação não é papel higienico e sim absorvente, cigarro, plastico, etc… Segundo passo, falamos de banheiros de uso coletivo e ou individual, claro que se for numa residencia ter um cestinho de lixo, não me parece um grande incomodo, mas num banheiro publico, impossivel de ser higienico. Terceiro passo, banheiro masculino ou femino, sabemos que nos banheiros femininos temos que ter um cesto ou algo mais apropriado como existe na europa para dispensar os absorventes higienicos, nos banheiros masculino para evitar mau uso é melhor descartar no vaso sanitário, mas somente papel higienico, isso é cultural…Por ultimo, higiene é uma questão de educação, infelizmente ainda não estamos prontos, mas acho que estas discuções são muito saudaveis e pelo menos vai mudando um pouco mais as pessoas e quem sabe melhora o mundo. Temos que ser mais exigentes e primar por qualidade de vida em ambientes publicos ou de trabalho, vamos acabar com as cestinhas já.

21 05 2009
Luis Boça ( meeeeuu )

Meu, eu axo o seguinte meu, primeiramente queria dizer que eu amo cagar meu, é muito bom quando a gente ta apertado com aquela dor de barriga né meu e a gente dá aquela cagada ” BÁSICA ” né meu. e o papel eu axo que pode ser jogado conscientemente né meu, também vc não vai jogar um folha A4 no vaso neh? mas eh legal meu, o banheiro fica limpinho, não fica minha freada exposta, e o principal meu, ninguem sabe q eu caguei hehehe, so quando temos que espirrar bom ar neh meu, ai vc se auto acusa. aprendi com a minha vó meu, puta velhinha guerreira meu. abraçoss

21 05 2009
Daniel

Eu quando cago,jogo no vaso mesmo!!sempre logo depois de dar aquela conferida na freada,e até a agora nos tronos onde custumo barrear,não entupiram,mas o que entope mesmo é quando a pessoa come muito milho,que não se dissolve no cocô,mas ai é outra história….
Também concordo com o que foi dito sobre o bidê,a pessoa senta lá pra levar água no rabo,sai fora!!E se alguem mijou lá?vai deixar o rabo sem vestigios de coco,porém cheio de xixi,grande higienização esta.
Acontece que quando acaba o papel higienico,as pessoas acabam usando na emergencia outros meios (jornais,revistas,papelão,cartazes etc) estes sim entopem,por isso se você ver alguma pessoa que joga papel higienico na privada,e a privada entupida,não é porcausa no papel HIGIENICO em si,mas sim do custume de se jogar papel que se usa pra limpar o rabo no vaso,problema este que pessoas que jogam no cestinho,não tem!!
Abraços,e perdão pela falta de acentuaçao na palavras!

21 05 2009
Luis Boça ( meeeeuu )

Eu cago e jogo papel no vaso messmo meu, afinal eu trabalho na central ao lado da presidência!!!!!

19 01 2010
victória

eu cago jogo o papel no lixo e depois do a discarga mas… eu vo conta uma coisa pra voces a minha amiga falou que la na escola dela a meninas cagam se limpam com a mão e passam na parede isso parece ser mintira mas não é

2 07 2011
scatmoderation

ecaaaaaa,ai que nojo viu?por isso falam que escola nao ter papel H.
e claro depois essas podem nem lavar as mãos e cumprimentar a todos,fora o cheiro q fica,depois somos nós que somos porcos,vixeeee!

22 05 2009
Dr. Tomaz Turbano

Desde o princípio da civilização, cada qual objeto ou material foi devidamente projetado para cada função. Imagino como deveria ser a algum tempo atrás quando não existia vaso sanitário. ele foi criado no século XVI por Sir John Harrington, com a função de limpar os “restos fecais” e somente isso, acredito que ele não criou o projeto para se jogar papel dentro. Minha opinião é de que devemos jogar o papel no cesto mesmo, pois hoje em dia existe uma separação na coleta do lixo, bem como materiais orgânicos, papel, plástico etc… e isso nada mais é desculpa de gente folgada que não quer ter o trabalho de recolher o lixo depois. imaginem se todo mundo fizesse isso.. e com os outros tipos de lixo, os fabricantes de cestos de lixo iriam falir CARALHO, portanto acredito que quem joga papel no vaso é muito FDP folgado que ainda xinga os outros de nojento, nojento são vocês que deixam aquele papel melado de bosta dentro do vaso, que acaba intupindo e intope sim cornos, pois se não intupiu ainda na sua casa, vai intupir um dia, e você vai ficar com aquela cara de idiota olhando aquela merda parada com papel, parecendo uma noiva, ai, vc vai ter que meter a mãozona la seu troxa, ou desembolsar uma grana para alguem desentupir, algo que poderia ser evitado se fossem pessoas racionais, seus indios, indiotas. me despeço por aqui pois estou ficando irritado de olhar o comentario de vocês,

12 06 2009
Joel Caiçara

Ola. Sobre essa confusao que fizeram sobre o papel higienico no vaso, tenho acrecentar o seguinte: Trabalho com transporte de congelados, e em todos os
frigorificos em que ja carreguei, os banheiros tem a recomendação explicita de se jogar o papel higienico no vaso, por uma questao simples de controle de qualidade, bacterias ou seja la o que for. Nunca vi vaso entupido por papel, e uso dessa pratica sempre. Quanto ao tipo de vaso, notei que em alguns casos tem um que tem um buraco de saida de agua(da descarga claro) na parte inferior para ajudar na saida.

23 06 2009
Marcio

Viajei para varios paises e em todos se joga o papel no vaso, até mesmo em paises menos desenvolvidos que o Brasil, como nas Filipinas, não sei de onde vem habito brasileiro de separar papel higienico no cesto.

8 07 2009
Cagão

Não entendo o motivo de tanta discussão em torno de assunto tão banal. Se estão preocupados com o meio ambiente ou com higiêne, é necessário que se observe a Natureza. Vejam, nenhum animal, salvo o Homem, limpa a bunda. É claro que como ambientalista também não limpo minha bunda. Para quê isso? Bobagem! A ordem do dia é ser natural.

15 11 2010
Resposta para Cagão

Só um detalhe… o ser humano é o único que joga seus dejetos na água.

17 03 2011
Christiano

e os peixes???

30 09 2009
mara

Acho que independente de jogar ou não o papel no vaso, o consumo de agua numa descarga é grande, e como sugestão para a economia de água (para os que se preocupam com isso) porque não canalizar a água da chuva para dar descarga. Acho que a idéia de jogar o papel no vaso é excelente quando se pensa em contaminação do solo e gases que contribuem para o efeito estufa.

29 10 2009
curiosa

Estou morando fora do pais ha 4 meses e aqui so se joga no vaso o papel. Estava em minha aula de mandarim e estavamos justamente falando sobre isso (estavamos falando sobre diferencas culturais, e nao estou na China) e falei que no Brasil jogavamos no cesto, mas que nao sabia exatamente o porque. Decidi pesquisar e achei um forum so sobre isso…nem imaginava. Estou na casa da minha irma. Eles sempre jogaram papel no vaso e nunca tiveram problemas com entupimento. Estou reconsiderando esse habito sem motivo que vai sendo repassado e nem sabemos de onde veio a tal cestinha de lixo. Se o papel se degrada, nao ha motivo para continuar com a cestinha. So que devemos jogar somente papel higienico mesmo.
Em relacao ao idiota acima que usou “indios” como ofensa gostaria de dizer que os indios sao os verdadeiros donos do pais onde esse imbecil provavelmente mora. Sao nossa origem e cultura, portanto nem de longe pode se considerar ofensa. Sei que este nao e o tema, mas nao podia deixar algo tao estupido passar em branco. Talvez para ele possamos abrir um excessao e jogar algo alem de papel no vaso sanitario pois dessa forma ele iria para o lugar certo.

26 02 2010
Amanda

Gostei muito da resposta da curiosa, principalmente sobre a destinação final do “indiota”.

Sobre o assunto, ainda não cheguei a nenhuma conclusão, não quero me basear em “achismos”. Quero saber se alguém tem alguma matéria a respeito disso, ou já viu em algum lugar.

Eu mandei um e-mail para um fabricante de papel higiênico que me garantiu que posso jogar no vaso sem problemas. Bom fica meu comentário.

15 06 2010
monalysa pinto da silva

kkkkkkkkkkkkkkkk aqui não é orkut

15 11 2010
Origem do cestinho

Eu acredito que tenha uma opinião sobre a origem do cestinho. Antigamente não tínhamos um sistema de descarga tão eficiente quanto hoje: eram aquelas caixas acima do vaso, acionadas por uma cordinha, lembram? A pressão de água era bem pequena. Outra coisa: não tínhamos papel higiênico decente, eram feitos de papel ordinário, de maior gramatura. No mais, considero higiênico o fato de se jogar o papel na privada. A maior parte dos papéis higiênicos de hoje se presta a isso pois são finos o suficiente para se dissolver em pouco tempo, talvez até mesmo no instante da descarga.

30 10 2009
kel Costa

Pode ser higienico momentaneamente, mas não é o correto. O papel dissilve até certo ponto; imagina você e todos da sua cidade realizarem a mesma coisa, o acumulo destes papeis nas redes de tratamento de esgoto vai intupir sim e quando ocorrer as precipitações, a água não realizará seu curso normal, fazendo com que esra retorne as ruas ocasionando as enchentes que tbm ocorrem por outros fatores. O papel deve ser jogado em cesto para depois ser levado a depósito de lixo; a destinação final do lixo domestico entre outros é outro problema que estamos enfrentando.

23 07 2010
Ecocologista

O ph usado não deve ser jogado no vaso.
Ele deveria ser recolhido na coleta seletiva das prefeituras para ser produzido o papel reciclado marrom.
Ao invés de enviar uma merda de um e-mail para alguém, poderia ser enviada uma carta com o conteúdo deste e-mail escrito no papel reciclado marrom.
Isto sim é sustentabilidade:
-Ecologicamente correto-reciclagem
-Economicamente viável-o envio da carta é barato
-Socialmente justo-está criando vagas para emprego de carteiro.

15 11 2010
Precipitações

Kel, você fala em precipitações e eu deduzo que você se refira a precipitações pluviométricas, de chuva, não é? Então… a água de esgoto não percorre o mesmo caminho que as águas de chuva! E jogar esgoto no ramal destinado a água de chuva é passível de sanção. Se souber de alguém que está fazendo isso, denuncie à Prefeitura e à Companhia de Coleta de Esgotos!

15 11 2009
Nelson

Quanta burrice e falta de higiene para quem guarda papel higiênico sujo de bosta na lixeira do banheiro.Há anos jogo no vaso, dede quando desenvolveram um papel de melhor qualidade e nunca tive problemas de entupimento. Agora se os senhores chamam de papel higiênico, jornais, revistas etc aí sim vai dar problemas, não só na tubulação mas também no seu fiofó. Se você jogar um rolo inteiro dentro do vaso aí sim ele vai entupir ou absornetes, mas papel higiênico não traz problemas algum pra rede de esgôto e nem almenta o consumo de água.

5 12 2009
Estela

Só por curiosidade, alguém aí já ouviu falar em “Banheiro Seco”?

http://planetasustentavel.abril.com.br/blog/gaiatos/20071127_lst_assuntos.shtml

15 06 2010
monalysa pinto da silva

eu nunca ouva fala em banheiro seco o que é ???

10 12 2009
Joao Caldas

Enquanto as pessoas lidarem com o planeta como a maioria da pessoas que enviaram comentários neste espaço estaremos todos na merda jogando o papel ou não no vaso. Estou de férias e só com tempo livre mesma para ler quanta besteira foi dita aqui. Ainda bem que existem pessoas sensatas, porém são minoria (no Brasil é sempre assim, tudo que é integro e correto é minoria). “Então foda-se o planeta, pois alguns não querem sentir o cheiro da sua própria merda”.

Se sua cidade tiver 100% de esgoto tratado faça o quiser com seu papel. Senão continue emporcalhando os mananciais, mas td bem, provavelmente só as gerações futuras te odiarão

15 11 2010
João Mandão

Certo, sr. João Mandão… o sr. é muito esperto, só aponta defeitos e nenhuma solução. Assim fica fácil… O sr. reclama que só escrevem besteiras e o sr. escreveu a maior delas!

8 02 2010
Malu Abdul

É preciso lembrar que a maioria das donas de casa colocam sacos plásticos nos cestos de papel e depois jogam no lixo. Portanto, mais plástico para o meio ambiente. Mais racional e ecológico jogar o papel higiênico no vaso, já que iremos dar a descarga para levar os dejetos, mesmo. O que deve ser controlado é o tipo de descarga e o tipo de fluxo de saída da água da privada, para economia de água. Consciência versus inteligência, pessoal!

8 02 2010
Carlos Manga

Quanta ignorância!!!!! Os comentários na maioria são de jegues sem cérebro!!!! Imagine uma repartição do lixão só pra separar papel higiênico cagado de sacolas e vidros ! Esgoto é tratado! Lixo nem sempre será tratado. Até porque se voce joga papel cagado na rua até os cachorros famintos podem rasgar as sacolas gerando esparramamento de lixo e entupimento de boeiros. Porque será que as cidades estão submersas pelas águas das chuvas???? Alguem ja entrou numa galeria de águas fluviais subterrâneas??????? Papel higiênico é o menor dos males, minha gente. Vamos fazer o cérebro funcionar!

8 02 2010
Paulo Silva Santos

Gente , o melhor é lavar mesmo. Peguem um copinho descartável e encham com a agua do lavatório. vá jogando aos poucos porque aí economiza água. Temos que usar a mão esquerda para esfregar, porque a direita voce usa pra cumprimentar as pessoas! ?Esse copo descartável voce pode usar o ano todo. Deixe-o guardado no armário da pia. Depois dá uma balançada e nem precisa enxugar. Pronto.Economia, ecologia e higiene ao mesmo tempo. ô povo difícil….

15 11 2010
Copo Mágico

Caramba, Paulo! Que idéia genial!!! E esse mesmo copo você pode usar o dia todo para tomar água, café, o chazinho da tarde… Você salvou o planeta, meu amigo… obrigado!

8 02 2010
Mara Vilha

Nossa! Adorei a receita do Sr. Paulo. Nunca tinha pensado nessa possibilidade. E o melhor é que dá pra lavar sentada mesmo e com 200 ml de água ! Talvez seja bom deixar um poquinho de água pra enxaguar o dedo.
Valeu mesmo.

24 02 2010
Mara Confusa

Tenho uma cunhada que joga papel higiênico no vaso e fiquei imaginando se entupiria, por isso resolvi pesquisar. Não imaginei que ia encontrar tanta polêmica e ao mesmo tempo rir muito com os comentários e dicas, kkkkkkkkkk. Mas continuo na dúvida, entope ou não entope? Por favor especialistas, nos ajude a resolver esta questão tão grave e a nos livrar de limpar cestos ou salvar o planeta.

11 01 2012
Romy

Eu tô rindo até agora. Isso tá melhor que o filme “As Branquelas”

24 02 2010
Mãe Confusa

Eu tenho cesto de lixo (com tampa) e observo quando o meu filho adolescente vai ao banheiro defecar, que ele ambola o papel hegiênico nas mãos e forma aquela bola de papel com uns 20 centimetros de diâmetro, do tamanho de uma bola de tênis, passa lá e joga, com o escremento visível aos olhos de quem abre a tampa do cesto. Eu fico indignada e imagino aquele bolo todo dentro do vaso sanitário, vai entupir na certa! Prefiro jogar o lixo do cesto e lavá-lo depois, do que ver o vaso sanitário entupido e ter que meter a mão ou ver um encanador acabando com o meu banheiro e ainda ter que pagar por isso. Tô certa ou errada????!!

15 11 2010
Bola de Tênis???

Bom, no seu caso o problema não é o vaso mas sim o seu filho. Um pouquinho de educação a ele não iria fazer mal, não. Mas deixa… se ele for servir o Exército, ele aprende…. ah, se aprende…

12 03 2010
Carlos luis

Não sei como, mas acho q pelos anos 70 /80 os comerciais de papel higienico faziam questão de frisar que eles dissolviam facilamente em agua.
Sempre desde q nasci jogo o papel no vaso, e nunca deu problema. Somente nos casos em a descarga é do tipo caixa acoplada com pouca pressão às vezes há necessidade da lixeirinha… Vide resposta da SABESP
“- O papel higiênico não causa nenhum problema ao sistema de esgotos e é inclusive sanitariamente recomendável que o mesmo tenha esse destino, pois é a forma mais rápida de eliminar esse resíduo. Esclarecemos que o papel higiênico se dissolve na água, não causando entupimento na rede e, uma vez na estação de tratamento de esgotos, será tratado como matéria orgânica . O cliente deve somente verificar se a descarga do vaso sanitário é capaz de arrastar o papel higiêncio, de forma a não haver entupimento do mesmo. – Outra consideração a se fazer é que é preservativos não devem ser lançados no sistema de esgotos, pois causam entupimento de grades das estações de tratamento. Além disso, o plástico não é passível de ser degradado biologicamente nas estações, o mesmo valendo para os absorventes.

Atenciosamente Ouvidoria Sabesp 0800-0550565 “

19 03 2010
Adriel

Para quem é contra jogar papel (eu falei papel, não absorvente, plástico…) no vaso, pare um pouquinho para pensar: EUA e Europa inteira jogam no vaso… será mesmo que nós estamos na vanguarda??

OK, nestes países o encanamento é mais largo e em alguns prédios antigos onde este é pequeno, eles usam um “triturador sanitário” (procure no google) para não entupir a tubulação.

Portanto, faça o teste!
Pergunte para a cia. de saneamento se o esgoto é tratado, compre um papel higiênico de qualidade e mande bala… Se não entupir, se livre da lixeira do lado do vaso sanitário e compre uma bonita para colocar em baixo da pia (para colocar restos de algodão, embalagens e outros lixos limpos).

É MUITO mais higiênico jogar o papel no vaso (se este suportar): você se suja menos, o banheiro fica mais limpo e menos fedorento, não precisa descartar o lixo nojento toda vez que a lixeira lotar… E ainda ajuda o meio ambiente uma vez que facilita o processo de reciclagem (os catadores agradecem) e menos plásticos vão parar nos aterros.

22 03 2010
Chico

Lugar de papel higiênico usado é no vaso sanitário, como tudo que o sujou. Formigas são as maiores transmissoras de infecções hospitalares e domésticas; comem até baratas mortas e depois entram no seu açucareiro. Bom… elas podem entrar no lixinho de papele higiênico usado também… O papel higiênico é fibra vegetal como celulose, lignina e outras menos importantes. Grande parte do cocô de quem come vegetais tb tem fibras. O papel se desfaz na água. Se entupir é porque o vaso está desregulado, tem pouca água ou foi mal projetado.
Imagine os cestos de lixo de lugares públicos como restaurantes, postos de gasolina, hospitais, aviões, etc. Coloque as formigas no cenário e imagine você na rotina desses locais… Não há motivo justificável do ponto de vista ecológico e sanitário para não se jogar papel higiênico usado no vaso. Muito menos pra se manter um eventual foco de patógenos dentro das habitações humanas. O vaso é sanitário, o cestinho é sujeira.
Em locais de pouco acesso à educação e higiene, os lixinhos do banheiro são importantes focos de cisticercose no cérebro e outros órgãos. Contrai-se isso ingerindo oocistos de tênia que estão nas fezes; comer carne mal cozida transmite apenas a tênia intestinal que produzirá oocistos na fase adulta.
Sou biólogo e prof universitário. Quando saio com alunos para trabalhos de campo sempre falo sobre isso para os alunos. Imagine o tamanho do lixo do banheiro num alojamento precário com 25-50 pessoas. E as formigas andando por alí… e a cozinha do lado…
Pensem nisso. Eduquem seus filhos para fazer a coisa certa.
Um abraço higiênico a todos,
Francisco

15 11 2010
Formiguinhas

Muito boas suas observações, professor Francisco! A formiguinha precisa deixar de ser tratada como animalzinho inofensivo e trabalhador… porque é altamente perigoso. Baratas mortas são devoradas por formigas em questão de minutos e depois, elas passeiam tranquilamente nos seus utensílios domésticos – e todo mundo as acha bonitinhas. La Fontaine que nos perdoe… mas, fora com as formigas!!!

31 03 2010
Eduardo

Deixando de lado a questão do papel, que eu sempre joguei no vaso e acabei chegando à conclusão que faço o certo, aqui emm casa acontece um problema estranho: Meu filho de 11 anos é uma fábrica de cocô, quando vai ao banheiro entope o vaso, parece que o meliante tenta fazer a curva lá dentro e não consegue. Mas usando uma certa lógica, as fezes têm que se dissolverem após um certo tempo na água, e normalmente o vaso não fica vários dias entupido. Só que duas vezes aconteceu de ficar uma semana entupido e minha mulher diz que é o cocô que está lá entupindo. Eu já disse pra ela que não há lógica nisso, que é mais provável que ela ou a filha tenham deixado cair algo no vaso, como grampos de cabelo ou outros objetos, eu já conheço as figuras, deixam tudo largado. Como posso saber o que aconteceu? Dá para ter acesso ao local? Algém acha que um cocô fica agarrado dentro do vaso por mais de uma semana?

4 04 2010
Geremias

Eu acho que esse asunto poderiar ser discutido mais vez,pouca gente sabe disso no brasil….

5 04 2010
tania

Gente! Nao lembro te ter rido tanto antes de ter , digamos, entrado aqui quase que por acidente! Buscava uma forma para solucionar apenas um problema domestico! Nao resolvi, mas me diverti especialmente com o hilario Sr. Cagao!!!! kakakakakak!

6 04 2010
Rubem Franca

JOGAR PAPEL HIGIÊNICO NO CESTINHO É A MESMA COISA QUE CAGAR FORA DA BACIA!!!! É uma prática absurda da maioria dos brasileiros. Imaginem moscas, formigas e outros vetores que eventualmente transitam nas casas, que passam pelos banheiros e contaminam nossos alimentos. O cestinho com papel higiênico é insalubre, contaminante e potencialmente prejudicial a saúde. Usar a ducha para lavar “as partes” e um pouco de papel higiênico para enxugar, é o mais indicado. Papel higiênico não entope vaso sanitário se usado com parcimônia, não prejudica as estações de tratamento, por conseguinte, não degrada o meio ambiente. Cestinho de banheiro É PARA LIXO LIMPO: embalagens de sabonetes, pasta de dentes, plásticos em geral, etc. Há a necessidade de uma campanha educacional por parte de todas as esferas de governo no sentido de esclarecer e ensinar as pessoas a respeito do assunto. É QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA.

5 10 2012
Manoel Morilla

Com certeza, o literal descarte de papel higiênico no vaso sanitário não traz nenhum tipo de prejuízo como, por exemplo, entupimentos.
É claro que esse descarte deve ser feito de forma criteriosa. Sendo biodegradável, o descarte de papel higiênico no vaso sanitário reduz os impactos ambientais negativos, um vez que ele se degrada naturalmente.
Em vista do nosso expertise adquirido ao longo de 3 décadas realizando desentupimentos em tubulações, estamos opinando de forma embasada a favor do descarte de papéis higiênicos nos vasos sanitários. Convenhamos que não é nada agradável aquele lixinho cheio de papel higiênico usado. Já os absorventes higiênicos e preservativos, JAMAIS devem ser descartados em vasos sanitários, pois são agentes potenciais responsáveis por causar entupimentos nos esgotos.
Saiba mais sobre este assunto. Acesse o nosso blog Desentupir Blog & Ponto (http://desentupirblogeponto.blogspot.com.br).

16 05 2010
monalysa pinto da silva

para mim saber que o meu dia é vi o papel
. Hengienico no vaso so´ que eu tirei com o
negosio que eu esquesi a é a vasoura peguei
mas eu não gosyei disso nada kkkk se fosse
um sapo eu não ia pegar porque eu tenho
medo de sapo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

.Eu sei augo deferente na terra
eu lçenbro que o papel hengienico
e´ uma coisa assim eu lenbro mas
é segredo viu gente ele é uma for –
mula de gente . Eu sei que e´

16 09 2010
Ecocologista

monalysa, é para jogar o ph usado no vaso. Não é para usar o ph sujo para enrolar um baseado.

15 11 2010
Konphuzão

Noça sinhoura, ceu testo esta pra la de confuzo… O pobrêma aqui num é o papé ou as féis, é o purtuguêiz mêmo.
Iscola fais uma farta, hein?

16 05 2010
monalysa pinto da silva

eu não sei que o
pereira do sato caio

16 05 2010
vitoria aumeida de santos

eu nao sei a cabar o
mundo e´ diferente doque
eu viu eu não sei muito

15 06 2010
monalysa pinto da silva

como nao sabe ???

18 06 2010
monalysa pinto da silva

Áreas e itens a serem testados Detalhes Aplicabilidade

Instalação de aplicativo em ambientes com idiomas diferentes

Faça a instalação em uma plataforma na qual o idioma da interface do usuário do sistema operacional não corresponda ao idioma do aplicativo; faça verificações com diferentes idiomas de interface do usuário, localidades do sistema e localidades do usuário que não sejam correspondentes.

Verifique a capacidade de o aplicativo funcionar com objetos localizados do sistema operacional. Versões do Windows em idiomas europeus talvez sejam a melhor escolha de plataforma, pois elas são amplamente localizadas.

Se o aplicativo implementar um comportamento de MUI, certifique-se de que o idioma da interface do usuário corresponda ao idioma da interface do usuário do sistema operacional.

Todos os aplicativos; se o aplicativo implementar a funcionalidade de MUI, certifique-se de que o idioma padrão da interface do usuário do aplicativo corresponda ao idioma da interface do usuário do sistema

18 05 2010
Dr. Cocô

Pessoal, sem brincadeira, Você deve usar o papel, dobrar de novo no máximo 1 vez, abrir a mão e deixar cair o papel aberto no vaso, se você fizer uma bolinha o papel cria consistência e entope, se você jogar aberto não entope, desmancha.
Faço isso há mais de 15 anos.

29 05 2010
Dunha Primeiro

Sempre jogamos o papel no cestinho aqui em casa. Sempre pensei que isso era o correto, até porque meus pais nunca deixaram eu fazer o contrário por causa da possibilidade de entupir o vaso. Nunca imaginei que algo tão corriqueiro e “banal” fosse motivo para tanta discussão. Mas agora, após ler todos comentários(e rir para caramba), cheguei a conclusão de que o correto, realmente, é jogar o papel no vaso. Vai ser difícil, mas vou persuadir o pessoal daqui de casa a seguir minha nova conduta.

15 06 2010
monalysa pinto da silva

e´ nos nunca jogamos papel em vaso quem diria se a gente jogasse papel hegienico no vaso eu que tenho que pega pra nao entupi na casa de um amigo também .

29 05 2010
Mário Almeida

A informação que tenho sobre não jogar papel higiênico no vaso me parece ter lógica. Vejamos: O papel é feito de celulose, que tem uma cola natural. Daí o papel ficar tão fininho e não rasgar facilmente quando seco.
No fundo do vaso, para manter um nível de água, há uma curva que sobe uns 5 cm e depois desce direto para o sistema de esgoto (este nível de água é que evita os odores do esgoto se espalhem no banheiro). Pois nesta curva do fundo do vaso, parte traseira, de tanto passarem as fezes, fica uma parte retida na curva, uma plasta pastosa. Pois bem, quando jogamos o papel higiênico no vaso, ele não se dissolve imediatamente e quando puxamos a descarga uma parte dele as vezes fica presa na plasta de fezes que está na curva superior e que assim vai aumentando a plasta e contribuindo para diminuir a dimensão do diametro da curva, o que as vezes contribui para o entupimento, principalmente quando alguém defeca uma obra mais grossa(o famoso cagalhão de tropeiro). Tem lógica ou não? Analisem e respondam;

30 05 2010
Rubem Franca

Sr. Mário Almeida

Não há nenhuma lógica ou fundamento na sua explicação sobre uma possível causa de entupimento de vaso sanitário por papel higiênico. Repito o que disse em meu comentário acima: lugar de papel higiênico é no vaso sanitário. Além de engenheiro da área, tenho experiência própria: a casa na qual morei até casar aos 25 anos, minha mãe não admitia colocar papel higiênico no vaso sanitário. Ela era apenas dona de casa mas passou este belo ensinamento para toda a família. Hoje, aos 54 anos de idade, continuo com a mesma prática. Nunca tivemos problemas de obstrução do vaso.

Um abraço.

Rubem Franca

7 06 2010
Drikinha

Tem que fazer o cocô,limpar com o papel higienico,jogar no vaso e dar descarga.Depois tem que lavar o bumbum com a mangueirinha do chuveiro.Minha mae ensinou assim!Nao pode ficar sem lavar o bumbum,porque imagine passar merda nas maos e limpar com o papell???Pode naooo.

2 07 2011
scatmoderation

Resposta absolutamente certa a sua,mas esqueceu o detalhe:lavar sempre as mãos logo após usar o banheiro!

18 06 2010
Franklin

Nesse link encontrei uma explicação razoável sobre o assunto.

http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/lixo/conteudo_391999.shtml

É melhor jogar papel higiênico no lixo ou no vaso?
Depende. Se o esgoto do seu bairro for mandado para uma estação de tratamento, o indicado é jogar no vaso sanitário

Por vários autores*
Revista Vida Simples – 10/2008

18 06 2010
monalysa pinto da silva

Casos de teste de implantação e funcionalidades geraisCasos de teste de implantação e funcionalidades gerais

Casos de teste de manipulação de textoCasos de teste de manipulação de texto

Casos de teste de reconhecimento de localidadeCasos de teste de reconhecimento de localidade

Casos de teste de possibilidade de localizaçãoCasos de teste de possibilidade de localização

18 06 2010
monalysa pinto da silva

Para que um produto seja preparado para o mundo, todo o design, o desenvolvimento e o processo de controle de qualidade devem ser globalizados. Conseqüentemente, a organização de controle de qualidade precisará acrescentar uma outra camada aos processos de teste estabelecidos sem ter a globalização em mente, requerendo que todos os documentos de design, práticas e procedimentos sejam preparados para o mundo. Depois de assegurar a funcionalidade do produto principal por meio de testes globalizados, determine se o produto será localizado. Caso afirmativo, o teste d

18 06 2010
monalysa pinto da silva

Sempre que uma parte do código manipula texto ou lida com funcionalidade sensível à localidade, ela tem de ser testada para determinar a funcionalidade adequada. O teste globalizado deve ir além de impedir a dependência da página de código nos dados de teste e da verificação da precisão cultural. Algumas áreas gerais que devem ser focalizadas no teste globalizado incluem o processamento de texto multilíngüe sem perda de dados, conversões de codificação corretas e manipulação adequada das configurações de localidade.

O teste de possibilidade de localização verifica se a interface do usuário do programa que está sendo testado pode ser facilmente traduzida para qualquer idioma de destino, sem precisar de reengenharia ou de modificações no código. Como os bugs de possibilidade de localização têm de ser corrigidos no código do aplicativo, eles devem ser procurados o mais cedo possível no processo de desenvolvimento. Entretanto, os problemas que normalmente causam o aparecimento de bugs se tornam aparentes apenas após a conclusão da localização. Devido ao inevitável longo intervalo entre o desenvolvimento de um aplicativo e sua localização, execute um teste pseudolocalizado; execute uma revisão do código, da interface do usuário e da documentação e execute um projeto de localização piloto.

Finalmente, o teste de localização verifica como a compilação foi traduzida para um idioma de destino específico e baseia-se nos resultados do teste globalizado, no qual o suporte funcional para a localidade específica já foi verificado. Esse teste deve se concentrar em coisas que são alteradas durante a localização, como a interface do usuário e arquivos de conteúdo. Deve também envolver áreas específicas da cultura, do idioma e do país; testes de instalação, atualização e desinstalação que são executados no ambiente localizado; e, finalmente, testes de compatibilidade entre o aplicativo e o hardware. O teste globalizado, o teste de possibilidade de localização e o teste de localização, uma vez conduzidos, completam o processo de teste necessário para entregar um produto internacionalizado.
A função das ferramentas de teste Resumo
Início da páginaInício da página Anterior7 de 9Próxima

Neste artigo

* Visão geral dos testes de preparação para o mundo
* Controle de qualidade da preparação para o mundo
* A abordagem de preparação para o mundo nos testes
* Globalização do teste
* Teste de possibilidade de localização
* Teste de localização
* A função das ferramentas de teste
* Resumo
* Casos de teste internacionais de exemplo

18 06 2010
vivi pinto da silva

Instalação do aplicativo em um sistema operacional com o MUI instalado e quando o idioma padrão da interface do usuário não for o inglês

Verifique o comportamento em um ambiente multilíngüe no qual o idioma da interface do usuário é definido por regras diferentes das regras dos sistemas anteriores. Altere as localidades do sistema e do usuário para verificar as capacidades multilíngües da interface do usuário.

Todos os aplicativos; os aplicativos que implementam o comportamento de MUI devem passar por testes ainda mais amplos.

Funcionalidades gerais com diversas configurações de localidade do usuário e do sistema

Verifique se o código não tem dependências de localidade indesejadas.

Todos os aplicativos

Desinstalação do aplicativo com diferentes configurações de localidade

Certifique-se de que as configurações de localidade do sistema e do usuário que estavam ativas quando o aplicativo foi instalado sejam diferentes daquelas definidas quando o aplicativo foi desinstalado.

Todos os aplicativos

Instalação em várias plataformas

Os aplicativos que precisam ser instalados em várias plataformas devem chamar o código baseado na página de código para a instalação em plataformas de versão anterior (Windows 95 e Windows 98).

Verifique se a interface do usuário exibida não está comprometida com plataformas com configurações de idioma não-padrão. Os aplicativos baseados em Unicode devem funcionar corretamente com diferentes configurações de localidade do sistema. Nenhuma alteração nas configurações de localidade do usuário ou nas preferências de idioma da interface do usuário deve causar problemas de funcionalidade ou exibição.

Aplicativos destinados a plataformas de versões anteriores ou que se comunicam com sistemas herdados

Início da páginaInício da página
Casos de teste de manipulação de texto
Áreas e itens a serem testados Detalhes Aplicabilidade

Entrada de texto interativa usando diferentes localidades de entrada

Insira texto ao mesmo tempo em que alterna entre diferentes layouts de teclado e IMEs (Input Method Editors).

Verifique a capacidade de o aplicativo aceitar entradas de vários métodos de entrada, independentemente de outras configurações de localidade.

Verifique também se a entrada multilíngüe está habilitada com todos os métodos de entrada com suporte ou se ela está bloqueada para todos os idiomas, com exceção dos idiomas com suporte.

Aplicativos que permitem a entrada de texto interativa

Operações da área de transferência com texto multilíngüe

Verifique se o texto multilíngüe pode ser copiado para e da área de transferência.

Certifique-se de que o uso da área de transferência (ao recortar e colar) não comprometa as limitações do texto localizado. Exemplos dessas limitações podem ser aquelas impostas a aplicativos que interagem com sistemas ou componentes que não são multilíngües ou quando o texto que está sendo passado deve corresponder à localidade do sistema.

Aplicativos que permitem operações da área de transferência

Saída multilíngüe independente de dispositivo

Todos os métodos de saída – como a exibição de texto da interface do usuário, impressão, armazenamento em um metarquivo avançado (EMF) – devem preservar os recursos multilíngües do texto. Esses métodos não devem causar problemas relacionados a diferentes codificações de texto, fontes ou configurações usadas por outros métodos de saída.

Aplicativos que executam saída de texto

Independência de fonte

Verifique se os nomes das fontes usadas pelo aplicativo não estão embutidas no código.

Execute o aplicativo em um sistema operacional localizado no qual os nomes das fontes são localizados e as fontes de shell padrão são diferentes das usadas no sistema operacional em inglês. (O Windows localizado em japonês é um bom exemplo.) Altere as configurações de fonte padrão dos aplicativos.

Aplicativos com texto na interface do usuário

Manipulação de texto na interface do usuário

Verifique se o texto multilíngüe pode ser editado, inserido e excluído. Verifique se a quebra de linha quebra o texto adequadamente, independentemente do idioma. Certifique-se de que os caracteres possam ser alterados para letras maiúsculas e minúsculas, de acordo com as configurações de idioma e localidade.

Verifique o alinhamento da saída multilíngüe.

Todos os aplicativos que executam formatação especial de texto; os aplicativos que usam soluções personalizadas, em vez de controles padrão do Windows, para a edição de texto.

Movimentação e posicionamento do cursor

Verifique se o cursor pode ser posicionado corretamente no início e no final de caracteres e de textos. Verifique a movimentação do cursor e a seleção de texto. Dê maior atenção aos diversos caracteres de ideogramas (como caracteres kanji) e ao texto bidirecional (BiDi), pois eles podem causar problemas de movimentação do cursor se não forem manipulados corretamente.

Aplicativos que não usam controles padrão do Windows para a edição de texto

Manipulação de codificação de caracteres – conjunto de caracteres de dois bytes (DBCS)

Defina uma localidade de sistema do leste asiático; use texto codificado com valores de um e dois bytes na página de código selecionada. Incorpore aos dados do teste caracteres que podem ser “arriscados” para o seu aplicativo. (Para obter informações sobre como detectar caracteres que podem ser arriscados, consulte o Apêndice N, “Caracteres de risco”.)

Aplicativos que implementam a manipulação de texto não-Unicode

Manipulação de codificações de OEM e Windows

Defina a localidade do sistema na qual alguns valores de ponto de código de caracteres definidos por páginas de código do Windows e OEM sejam diferentes. Por exemplo, o valor de ponto de código de “s duplo minúsculo” (ß) é 0xE1 na página de código 850, definido com a localidade de sistema em alemão. Entretanto, a página de código 1252 do Windows, que está associada a essa mesma localidade do sistema em alemão, define essa letra como 0xDF. Use caracteres como ß nos dados de teste e verifique se eles não são exibidos, armazenados ou recuperados como qualquer outro caractere.

Aplicativos que implementam a manipulação de texto não-Unicode; aplicativos de rede e console

Manipulação de scripts complexos

Aplicativos multilíngües devem processar scripts complexos corretamente – usando controles padrão do Windows ou chamando rotinas especiais de manipulação de scripts complexos, como aquelas do Uniscribe. Verifique se o texto bidirecional é reordenado adequadamente, se o texto em árabe é corretamente moldado e se as regras de quebra de palavra são aplicadas a textos em tailandês.

Aplicativos que implementam a manipulação personalizada de scripts complexos; uma verificação básica é necessária para todos os aplicativos vendidos em mercados nos quais scripts complexos são usados.

Manipulação de tamanhos de buffer para textos do conjunto de caracteres multibyte (MBCS)

Certifique-se de que as conversões de texto entre codificações que usam diferentes números de bytes por caractere não causem estouros de buffer, perdas de memória ou truncamentos de texto. O armazenamento do mesmo texto codificado em UTF-16, UTF-8 e UTF-32 pode necessitar de buffers de tamanhos diferentes.

Aplicativos que lidam com diferentes codificações de texto

Persistência de dados independente de idioma

Os aplicativos devem armazenar e recuperar documentos que contenham dados multilíngües, independentemente das configuração de idioma do sistema no qual a operação é executada.

Todos os aplicativos que armazenam dados em um armazenamento persistente externo

Início da páginaInício da página
Casos de teste de reconhecimento de localidade
Áreas e itens a serem testados Detalhes Aplicabilidade

Persistência de dados independente de localidade

Os aplicativos devem armazenar e recuperar documentos que contenham dados que fazem distinção de localidade (como as informações de data, hora e numéricas); verifique se esses dados estão armazenados em um formato neutro de localidade. Eles devem ser formatados apenas para fins de exibição e devem seguir as regras das configurações do sistema do revisor.

Todos os aplicativos que armazenam dados em um armazenamento persistente externo

Aderência aos padrões de localidade

Verifique se dados específicos de localidade (como valores de hora, data, moeda e numéricos) podem ser inseridos, interpretados, armazenados e recuperados de acordo com as regras definidas pela localidade do usuário.

Especificamente, verifique se:

* Os símbolos AM/PM não estão embutidos no código para os valores de hora.
* Formatos diferentes de data e hora podem ser usados, incluindo diferentes separadores.
* Datas em calendários diferentes podem ser inseridas e editadas.
* Formatos de números positivos e negativos são reconhecidos corretamente.
* Nenhum símbolo de dólar nem outros símbolos estão embutidos no código como um símbolo de moeda.

Todos os aplicativos

Uso dinâmico de separadores de formato

Verifique se os valores numéricos, de data e hora são inseridos com separadores de dados; certifique-se de que os separadores não estejam embutidos no código do aplicativo, mas, em vez disso, tenham sido definidos com base nas configurações atuais de localidade do usuário.

Aplicativos que permitem a inserção de dados formatados

Tamanhos de papel e envelope

De acordo com a configuração de localidade selecionada, verifique se os aplicativos selecionam os tamanhos padrão de papel e envelope apropriados para a formatação correta das informações que serão impressas. Entretanto, certifique-se de que o usuário possa substituir essas configurações. Verifique se os aplicativos retransmitem as informações sobre o tamanho de papel padrão apropriado para o dispositivo de impressão.

Aplicativos que formatam informações que podem ser impressas

Independência de sistemas métricos

Verifique se os aplicativos que usam dimensões físicas reais para formatar dados gráficos e de texto utilizam o sistema de medidas (métrico ou o U.S. Customary System) correspondente às configurações de localidade do usuário.

Aplicativos que usam dimensões físicas reais para formatar dados gráficos e de texto

Início da páginaInício da página
Casos de teste de possibilidade de localização
Áreas e itens a serem testados Detalhes Aplicabilidade

Isolamento de recursos localizáveis

Certifique-se de que todos os elementos da interface do usuário estejam isolados nos recursos localizáveis. A pseudolocalização não deve deixar nenhum texto não localizado na interface do usuário. O texto que permanece não traduzido após a pseudolocalização muito provavelmente está embutido no código do aplicativo e cria um problema de possibilidade de localização. Além do texto exibido na GUI (interface gráfica do usuário), verifique se os seguintes textos podem ser localizados:

* Partes da interface da linha de comando
* Mensagens no log de eventos e no log de erros
* Mensagens de erro
* Dicas de ferramenta

Aplicativos que usam texto de recursos externos

Manipulação de recursos independente de localidade

Verifique se o texto estático da interface do usuário (como nomes de caixas de diálogo, rótulos de campos, guias, entre outros, que não podem ser alterados pelo usuário) é exibido no idioma da interface do usuário do aplicativo. Não deve haver pontos de interrogação, glifos padrão ou caracteres aleatórios na interface do usuário, independentemente da localidade ou das configurações de idioma do sistema.

Aplicativos que usam módulos de recurso separados para o armazenamento de texto da interface do usuário

Manipulação de dependências de cadeia de caracteres

Os aplicativos não devem depender da consistência do texto do recurso em partes diferentes do sistema. Se a funcionalidade de um aplicativo depender de várias cadeias de caracteres serem idênticas em partes diferentes do aplicativo, essas cadeias de caracteres deverão se originar de uma única fonte ou o relacionamento entre elas deverá ser claramente comentado para localização e suporte futuros. Certifique-se de que a pseudolocalização aleatória não afete a funcionalidade do aplicativo.

Aplicativos que exibem texto de recursos externos na interface do usuário

Independência de idioma de nomes de arquivos

Os nomes de arquivos externos (como arquivos da Ajuda, DLLs satélite e arquivos de bancos de dados) usados pelo aplicativo não devem ser localizados; a pseudolocalização não deve alterá-los. Se a pseudolocalização alterar esses nomes, os aplicativos não conseguirão localizar seus bancos de dados.

Aplicativos que abrem arquivos externos para executar algumas de suas operações

Isolamento de propriedades de fontes

As propriedades de fontes não devem estar em recursos localizáveis. Os aplicativos que violam essa regra provavelmente o fazem para usar um tamanho e um tipo de fonte incorretos se forem pseudolocalizados.

Aplicativos que exibem texto na GUI (interface gráfica do usuário)

Independência de resolução de exibição e tamanho de fonte

Verifique se os aplicativos não são afetados quando o tamanho da fonte de shell ou a resolução da tela é alterado.

Aplicativos em janelas

Funcionalidade independente de localização

Certifique-se de que a pseudolocalização não afete as seguintes áreas:

* Teclas de acesso
* Aceleradores
* Menus
* Respostas (como [S|N]) exigidas por aplicativos de linha de comando
* Outros elementos de controle da interface do usuário

Todas as áreas listadas acima devem estar acessíveis em uma plataforma localizada, com a localidade de entrada correspondendo ao idioma da interface do usuário do aplicativo.

Aplicativos com elementos de controle na interface do usuário

Interface do usuário ajustável ao crescimento do texto da interface do usuário

O crescimento do tamanho do texto na interface do usuário devido à pseudolocalização não deve causar distorção de textos; compense esse problema ajustando a interface do usuário manualmente (por localizadores) ou automaticamente (com a pseudolocalização). Os aplicativos não devem assumir que as dimensões da interface do usuário são fixas.

Aplicativos em janelas que exibem texto na GUI

Reconhecimento de espelhamento na composição da interface do usuário

O posicionamento dinâmico de elementos da interface do usuário pode causar os seguintes problemas de espelhamento, ocorridos após o pseudo-espelhamento ser aplicado:

* Controles em locais incorretos nas caixas de diálogo
* Exibição incorreta de caixa de seleção
* Páginas de propriedades vazias exibidas em folhas de propriedades
* Alinhamento de texto incorreto
* Espelhamento do texto (o texto é exibido na ordem inversa)
* A exibição não corresponde à localização real do controle (os controles são desenhados em um local, mas funcionam realmente em outro local)

Aplicativos em janelas

Possibilidade de localização de recursos que não são de texto

Para todos os recursos que não são de texto (como imagens e sons) que devem ser localizados verifique se regras e requisitos claros foram definidos para a localização.

Aplicativos que incorporam recursos que não são de texto localizáveis

Composição de cadeia de caracteres em tempo de execução

Verifique se a composição da cadeia de caracteres dinâmica pode aguardar caso a ordem das partes da saída precisem ser alteradas. Certifique-se de que as regras de composição não sejam baseadas em um único idioma.

Aplicativos que criam cadeias de caracteres a partir de partes em tempo de execução

Recuperação dinâmica de nomes definidos pelo sistema

Os aplicativos não devem se referir a objetos internos do sistema operacional por meio dos nomes armazenados no aplicativo: os nomes de contas internas como “Administrador” ou pastas como “Arquivos de Programas” devem ser recuperados dinamicamente. Para verificar isso, pseudolocalize o aplicativo e execute-o em uma plataforma localizada.

Todos os aplicativos

Resumo A globalização passo a passo: Introdução
Início da páginaInício da página Anterior9 de 9

Neste artigo

* Visão geral dos testes de preparação para o mundo
* Controle de qualidade da preparação para o mundo
* A abordagem de preparação para o mundo nos testes
* Globalização do teste
* Teste de possibilidade de localização
* Teste de localização
* A função das ferramentas de teste
* Resumo
* Casos de teste internacionais de ex

16 09 2010
Ecocologista

vivi, você deveria ter impresso este comentário-artigo num papel higiênico, jogado no vaso e dar a descarga. Acorda!!!
É para postar um comentário sobre o destino da merda no ph. Não é para postar a merda,

23 06 2010
E=mc2

Sim, devemos jogar papel higiênico nos vasos sanitários, exceto quando há um aviso para não jogar.

Neste caso, quando há aviso, é devido a composição do papel higiênico utilizado no local, provavelmente em locais públicos donde os papéis higiênicos são mais duros que os comprado em supermercados, e uma encanação antiga, de ferro é utilizada.

Tal mania de ter um cesto de lixo vem dos tempos de nossos avós, quando os canos eram de ferro (difícil manutenção e com muitas “farpas” de ferro internas devido a oxidação do cano) somado a papéis higiênicos antiquados que de tão grosso, lixavam suas bundas.

Atualmente, o ato de ter um lixo para isto em casa, é considerado anti-higiênico e totalmente desencorajado, pois o cesto pode ser o agente causador da ploriferação de várias doenças, até mesmo na hora da limpeza deste cesto. O cesto deve ser utilizado apenas para objetos que realmente não tem a menor condição de entrar pela descarga, como absorventes, fraldas, etc…

4 07 2010
rafael

Eu tbm acho que colocar no vaso, eh a opcao mais inteligente e ecologicamente correta. Nao vai precisar coleta, n vai parar num aterro sanitario e contaminar o solo, n vai gerar gas metano, etc, etc…
Mas acontece que estamos falando de Brasil, e na maioria de nossas cidade não tem tratamento nem da metade do esgoto produzido, e daí?
Imagine uma grande cidade jogando todos os seus papeis hig. no rio.. o impacto nas condicoes da agua e dos seres vivos que vivem la, sem contar no aumento do gasto para tratamento da água que voce vai beber depois.

21 07 2010
Hideki

Estão discutindo por uma causa nobre no meu ponto de vista mas pelo ângulo errado. É necessário investir em reuso de aguá para descargas como agua de banheiras, máquina de lavar e de chuva. Só é possível analisar medidas corretas quando podemos contar com sistema de tratamento de coleta e esgoto eficazes. Se todos defendem que o papel é solúvel, que é bio degradável indo para o esgoto ou para o lixão o fim será o mesmo. no entanto usamos muitas sacolas plásticas para facilitar o recolhimento desses lixos e essas sim são as grandes vilãs. diminua o dispendio de sacolas plasticas, pesquise em como economizar agua, verifiquem constantantemente se há problemas de vazamento etc. No se pode pensar em economia da descarga mentes ignorantes que cantam no chuveiro lavam a calçada com mangueira e passam os fds lavando o carro de forma convencional.

6 08 2010
Roberto

Gente, tem muita opinião bacana e tem muita opinião que deveria estar la no vaso, junto com as fezes e o papel usado.
Não existe rede de esgoto com diâmetro menor que 100milímetros, é padrão ABNT. Se algum construtor ou pedreiro imbecil colocou uma tubulação com diâmetro menor que isso, então ele também deveria estar no vaso junto com papel usado e as fezes ja separadas do seu antigo dono.
Se voce ver uma aviso “JOGUE O PAPEL NO VASO” é somente o papel higienico usado, e não o papel toalha, o absorvente íntimo e outros materiais.
Papel higienico entope o vaso sim, ninguém nunca viu um rolo novinho de papel dentro do vaso? Por mais biodegradavel que ele seja, o volume do rolo inteiro dentro do vaso entope sim. E quem é o idiota que joga um rolo novinho ou uma grande quantidade de papel higienico no vaso? Quando o vaso do banheiro da empresa que voce trabalha ou da sua casa aparecer entupido, foi o idiota que usou o banheiro antes de voce.
Em resumo, lugar de papel usado é no vaso.

11 08 2010
Roberto

Lugar de papel higiênico usado é no vaso.
Não importa se o esgoto é tratado ou não. Mesmo que seja destinado a sumidouro, o volume e o peso so papel são insignificantes. Tmabém não importa o tamanho da tubulação, onde passam fezes, passa também o papel higiênico usado.
Sou profissional da área da construção civil e essa é a correta destinação do papel higiênico usado. Encanamentos entopem sim, mas por outros motivos.
Desde pequeno fazemos assim, mas já desentupi vaso sanitário onde havia uma caneta bic.
Em todo o mundo é assim. Só aqui temos essa idéia anti-higiênica de descartar papel sujo na lixeirinha, muitas vezes sem tampa… E depois alguém vai catar… E enquanto não cata, fica perfumando o banheiro.
É preciso quebrar esse tabú e divulgar que lugar de papel higiênico usado é no vaso sanitário.
Tem gente aqui que pensava o contrário, não quer dar o braço a torcer, mesmo diante de tantas evidências, até mesmo a informação da ouvidoria da SABESP, e então ficam escrevendo receitas de bolos, roteiros de análise de sistemas,e outras coisas sem sentido.
Vamos mudar esse hábito sem sentido.
Abraço aos iniciadores do tema.

12 08 2010
mário monster

Tô achando pouco produtivo… Mas vamos lá. Nas regiões quentes, a questão melhor seria: você se limpa, ou você lava?
Uma boa água corrente é muito melhor que qualquer tipo de papel.
Mas nas regiões frias e para quem prefere mesmo passar um papel pra limpar o que andou fazendo, é bom lembrar: papel=celulose. Celulose é uma fibra vegetal. Mesmo que parte do papel se dissolva na água, muita fibra vai ficar em suspensão. Estas fibras vão adsorver o que estiver em suspensão na água(adsorver sim, absorsão é um fênomemo do universo dos comprimentos de onda, e adsorsão é o fenômeno que ocorre nos, erroneamente chamados, “absorventes” femininos). As fibras de celulose com o material adsorvido (predominantemente cocô), vão “colar” nas paredes do vaso e do encanamento e, se estes não forem bem projetados, vão formar focos de entupimento.
Volto à questão de higiene: você se limpa ou você se lava?

13 08 2010
Roberto

Mário, limpar com papel ou lavar é questão pessoal íntima. Cada um faz como lhe aprouver. Muito diferente são as lixeiras de banheiro cheias de papel e cocô, que alguém tem que catar, ensacar e jogar no lixo, para depois, no lixão outro ainda ir revirar.
Se as fibras colassem assim no vaso, todos eles das casas em que morei estariam entupidos. O sistema é projetado para isso. Use o bom senso. No mundo inteiro é assim, e, no Brasil, em estabelecimentos em que se manuseia alimentos ou remédios, por exemplo, é proibido haver lixeirinhas nos banheiros. É uma questão de higiêne coletiva e não individual.

28 08 2010
Pedro

Há outro detalhe muito importante, quem tem o habito de jogar papel no vaso normalmente usa bem menos papel que aquele que joga no cesto. Quem joga no vaso usa uma camada suficiente para proteger a mão e depois solta o papel no vaso mesmo. Quem usa o cesto faz varias voltas pra depois dobrar, embalar, colocar um laço etc pra ele ficar lá repousando no cesto sem denunciar o conteudo.

16 11 2010
Lacinho

Falou tudo, Pedro! É isso aí… gostei do lacinho… rs…

19 09 2010
Ly H.

Boa noite.

Realmente aqui há opiniões para todos os gostos… eu me diverti demais com algumas, outras me deixaram “triste”, sobretudo, pela forma errada da escrita.

Trabalhei 4 anos com um ex-engenheiro ambientalista do Governo do Estado de São Paulo, com quem aprendi grandes coisas. Uma delas é justamente isso.

As redes de tratamentos atuais de esgoto e a própria construção civil já estão faz muitos anos adotando e se adequando para receber este lixo pelos esgotos. Porém, há 2 pontos muito importantes para este sistema dar certo, tal como em tantos outros países.

O primeiro ponto é o mais difícil. O brasileiro (infelizmente) é no modo geral muito menos civilizado e educado do que a maioria de vocês tem conhecimento. Em nenhum país do mundo encontra-se o tipo de lixo que se encontra aqui, dentro da rede de esgoto. A população aprende desde a infância a jogar só e somente papel HIGIÊNICO no vaso sanitário.

O segundo ponto, não menos importante: o papel utilizado para este fim é ESPECIAL, mais fino e com as fibras menos entrelaçadas. Embora todos os papéis higiênicos hoje em dia sejam biodegradáveis, há alguns pontos diferentes na fabricação destes papéis que os tornam de 3 a 5 vezes mais fáceis de serem dissolvidos em contato com a água. No Brasil, ainda não temos acesso a este papel.

Concluo que, aqui as opiniões – embora divergentes – estão todas corretas, cada qual em seu ponto de vista.

Por um lado temos uma rede de esgotos e de tratamento de água preparadas para esta finalidade e sabemos que este lixo é mais poluente no ar do que na água.

Por outro lado temos uma população mal educada e, em 80% dos casos, sem o menor acesso à informação com relação às matérias primas dos produtos oferecidos para nossa higiene íntima, principalmente as mulheres.
Temos ainda o agravante de raros comentários aqui deixados, terem citado o tal papel verdadeiramente biodegradágel, desenvolvido especialmente para isso. Fato este que vem nos provar a quantidade de pessoas que não apenas tem conhecimento disso como também dão a devida importância à tal “detalhe”.
Nossos papéis, portanto, NÃO DEVEM ser descartados em nossa rede de esgotos, nem mesmo em residências, por não se dissolverem da maneira e no tempo corretos, acumulando assim, em algum ponto dentro da tubulação, especialmente qdo se encontram com uma infinidade assustadora de latas, garrafas pet, milhões de bitucas de cigarros e embalagens de alimentos, contribuindo assim, para as grandes inundações que vimos nos jornais durante todos os nossos verões.

Gostaria de chamar a atenção de todos com relação ao lixo nas ruas desta cidade.
Passeio com meu cão todos os dias em uma praça.
Levo, obviamente, o saco para suas fezes.
Todos os dias, sem exceção, volto para casa com o mesmo LOTADO, não só de fezes do Bob, mas sim de LIXO que vou recolhendo em meu caminho.
São papéis de bala, embalagens de todos os tipos, desde Baconzitos até Fruttare, latas, maços de cigarros vazios, garrafas, até uma cueca (?!!!) peguei um dia desses! Rsrs… antes que me perguntem… tenho nojo sim, mas levo um par de luvas de látex descartável (não sou boba).

Enfim… pode ser que me achem ridícula ou o que for.
Para mim, este é o momento em que exerço minha cidadania com o maior orgulho no dia e é isso o que mais me gratifica. Principalmente qdo vi 2 outras pessoas fazendo o mesmo outro dia.

Eu faço a minha minúscula parte! Quem sabe você não encontre uma forma de fazer a sua também???

Todos nós precisamos nos conscientizar de que vivemos num país, onde as coisas não funcionam como deveriam, primeiramente pela FALTA DE EDUCAÇÃO das pessoas.

Educação, não instrução ou classe social. Educação, por exemplo, é dizer obrigado, pedir desculpas ao errar e não jogar lixo, cigarros, nada no chão! Canso de ver carros importados abrindo a janela e lançando bitucas de cigarros nas ruas… que horror! Fico com vergonha pela vez deles.

Eu não terminei a faculdade que iniciei um dia, e não preciso de graduação para exercer o papel de ser um pouco melhor a cada dia.

A cultura oriental me fez, desde novinha, valorizar o meio de vida onde estou inserida, fazendo o que estiver ao meu alcance e só, nada mais.

Não mudarei o mundo, mas mudando a postura de alguns vizinhos no bairro para mim já é o suficiente.

Um excelente fim de semana à todos.

Ly H.

25 09 2010
carlos

Cidades que tratam o esgoto deve jogar sim, pois o papel irá virar adubo no tratamento.
No lixão não, pois ninguém irá trata-lo.

29 10 2010
José

O papel só não vai embora, quando o vaso é ruim.
Comprem um bom vaso (com caixa acoplada, por favor, pois economiza água) e verão que não há problemas.
O papel se dissolve facilmente e não há como entupir a tubulação.
Quando vc dá descarga e o dito cujo não desce, é pq entupiu o vaso e não a tubulação !! (para desentupir o vaso, uma boa dica é a garrafa pet, procurem no google).
Outra coisa, NUNCA joguem absorventes ou o tubo de papelão onde o papel vem dentro do vaso. Isso sim causa problemas…

16 11 2010
Roberto

José, já que estamos no assunto, mesmo, só não concordo com o uso da caixa acoplada. Sou arquiteto e tenho de ouvir meus clientes com essa exigência e, a contragosto, obedeço, mas tenho muitas restrições e em obras minhas coloco sempre a válvula, preferencialmente da marca Docol. Muitas vêzes as caixas acopladas não dão conta de mandar a obra cano abaixo e então a gente tem de esperar um novo enchimento da caixa, que às vezes demora bastante. Como a água desce por gravidade e ela é muito mais baixa, a água tem menos pressão para levar o que deve ser levado. Então uma boa válvula e um pouco de bom senso no usuário que aperta a tecla somente o necessário, muito provavelmente permitirão maior economia de água e certamente muito mais eficiência.
Sem falar que a bacia com caixa acoplada é 4x mais cara, ocupa mais espaço no banheiro e, pior, muitas vezes a tampa do vaso não é a correta, por economia compra-se um assento comum, mais barato, e a tampa não fica parada levantada de jeito nenhum.

19 11 2010
ps3 fat slim

joguei papel no vaso da escola e ganhei um playstation 3 slim novinho em folha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

19 11 2010
ps3 fat slimzinho slim slinzao slimzaozao

se alguen não te ajuda por vários anos e anos você tem que ir no mercado shoppings e outros lugares entupir vasos que você se sente muito bom fazer isso como descontar a raiva!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

13 01 2011
Binho Silva

Mais fácil uma badalhoca entupir um vaso do que o papel. Papel é naturalmente biodegradável, portanto, jogando no vaso parte dele se dissolve no processo de saneamento e tratamento do esgoto. Quando vc joga no cestinho, fora casos raríssimos no qual se usa plástico biodegradável (muito mais caros), aumenta-se o volume desse tipo de material nos lixões. Fato: ambos vão pros aterros sanitários, tanto o que vai pro vaso, quanto o que vai pro cesto, mas parte dele apenas vai pro aterro se vai pro vaso, sem plástico. No entanto, o que vai pro cesto, além de se jogado nos aterros, ainda vai com plástico que só se dissolverá em 300 a 400 anos. Pensa nisso. E antes de colocar sua opinião, leia um pouco e vá além de suas conclusões. Não é difícil. Normalmente seguimos convenções que nossos pais e outros serem que povoam nossa infância nos ensinam, portato tomamos como verdade absoluta esses ensinamentos. Assim como soltar a badalhoca no vaso, antes faziamos no pinico. Hoje vc ainda faz? Não. Aliás, fica uma pergunta: o rolo de papel fica pra cima ou pra baixo? Abs!

http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/lixo/conteudo_391999.shtml

19 01 2011
V

Pessoal!!!
Estudo engenharia e estou morando na Alemanha há 3 meses.
AQUI SE JOGA PAPEL NO VASO!
Parem de “viajar na maionese” aí os que acham que isso está errado, porque jogar o papel no vaso é a atitude mais correta do ponto de vista AMBIENTAL e HIGIÊNICO!!!!
Temos que mudar os nosso hábitos aí no Brasil!!! Vamos progredir!!
PAPEL É NO VASO! e SÓ o papel!!
Pelo menos a propaganda do “faça xixi no banho” já está circulando na TV! Já é alguma coisa! UFA!

27 01 2011
Nemerson

Pelo visto, tá cheio de porcalhão no Brasil que gosta de ficar “cheirando merda” no banheiro. Papel cagado na lixeirinha é coisa de suíno, em que lugar do mundo (civilizado) é certo manter material orgânico contaminado armazenado em casa, e ainda por cima no lugar onde se faz a higiêne pessoal? E de onde esses alucinados tiraram que é “ecologicamente correto guardar papel cagado na lixeira? Quem vai recolher esse lixo? E prá onde vai esse material? Para o além? Ou para o lixão, cotaminar o meio-ambiente?
Parem de justificar a lixeirinha porca que vocês usam!

13 02 2011
Joao Vargas

O problema não é o papel em si jogado no vaso, o problema é a quantidade de papel jogado nele. Eu a a minha família temos costume de jogar papel no vaso. A nossa privada JAMAIS entupiu. Certa vez uma amiga nossa veio passar uns dias em casa, a filha da puta entupiu a privada de tanto papel que ela jogava. Não sei o que que ela tinha no cú ou na buceta, talvez grama crescendo. A condenada utilizava quase um rolo inteiro toda vez que ia cagar ou mijar. Jogando um rolo de papel higiênico inteiro não tem privada que resista. O ideal é “lavar” o cú com chuveirinho antes de passar papel higiênico, todos deveriam ter UM no banheiro, desta forma você economiza papel, não entope a privada e deixa essa bunda bem limpa.

27 06 2012
Jonas de Manaus

Mano, eu caí da cadeira de ri ó!!!!
Gostei da tua sinceridade.

22 02 2011
Danilo I.Oliveira

Tanto assunto pra ser debatido no mundo e o povo falando de limpar o roscofe.
Quem quiser jogar no vaso jogue, quem quiser jogar no cesto jogue, quem quiser queimar a rosca, queime.
Evolua Brasil!

23 02 2011
Robson

Pro sr danilo, falar de onde o papel usado pra limpar o “roscofe” é jogado não é importante. Inclusive, existem assuntos mais importantes. Traduzindo em palavras mais sensatas, falar de meio ambiente e, por sua vez, do destino de nosso lixo (sim o papel que limpa seu fiofó é lixo, contaminado diga-se de passagem) e do que ele pode causar a nossa saúde, não é importante. Fico imaginando nao ensinando vc a usar o “piniquinho” pra fazer seu “totozinho”. Vc deve fazer na sala de estar, ate porque tanto faz ne? Vc provavelmente, deve ser mais um velho (em idade e espirito) que gaba-se de dizer que “no seu tempo” tudo era melhor e que nao se falava disso ou daquilo, nao se complicava isso ou aquilo. Pois bem, meu caro, morria-se mais, por causas infecciosas, do que nos tempos atuais. Vivia-se em media uns 40 anos no Brasil. Vivia-se de forma melhor, por falta de informacao e falta de novas coisas a serem resolvidas. Se vc for velho, otimo. assim vc ja ta com sua passagem ja programada pra terminar dentro de pouco (um pouco mais, um pouco menos) na Terra. Assim pessoas continuarao a debater sobre a caca que de vossa senhoria sai e de outros mais. Mas se vc fo jovem, assim como muitos que porventura cruzam esse local virtual, com certeza, tenho medo que vc influencie de alguma forma as pessoas como vc a nao debaterem de coisas tao “futeis”. Medo de um Brasil, quiça o Mundo, com pessoas como vc. MEIO AMBIENTE é onde vc vive, animal. Evolua vc ou entra em extinção… melhor. Não faz falta. Aliás, podemos mudar de assunto e falar de BBB, mais interessante aos olhos de nosso amigo cagão. abs.

10 03 2011
18 03 2011
Severo

Gostei da discussão sobre o destino das sobras do cocô.
Falando sério……..
Se o papel for para os aterros sanitários, com certeza irá colaborar para a disseminação de doenças, principalmente entre os catadores.
Se for colocado no vaso, vai poluir os arroios, rios e até os oceanos.
Se fosse um papel limpinho, (sem nada) iria se bio-degradar sem problema algum para a saúde ou meio ambiente.
A discussão é só sobre o papel higiênico……Imagina o que mais, é jogado no vaso, na pia e em outros elementos de descarte.
Atualmente as prefeituras e setores de saúde estão preocupados com os efeitos da poluição domestica.
Os descartes do vaso, da cozinha e da chuva, iam para um mesmo destino, ou seja, o esgoto pluvial.
Atualmente em minha cidade, estão criando o esgoto cloacal, que separado do esgoto pluvial, irá separar água da chuva com os demais detritos.
Este esgoto será enviado para uma estação de tratamento para depois ser jogado no rio.
Perante isto, posso afirmar……
Quando o esgoto cloacal estiver pronto…………
Posso jogar o papel higiênico no vaso com certeza que não haverá poluição.
Sds

27 03 2011
Rafa

O papel higiênico – tanto faz se mais fino ou mais grosso – vai ser parcialmente dissolvido na água e o que chegar à estação de tratamento será separado e descartado em um aterro sanitário junto com os demais resíduos sólidos”, explica Hélio Padula, gerente de serviços da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). “A pessoa só não pode exagerar na quantidade de papel por vez para evitar entupir o vaso ou as instalações hidráulicas da casa”, diz. Se for jogado no cesto de lixo, o papel também vai parar no aterro, porém, por ser embalado em sacos plásticos, seu impacto ambiental é maior – plásticos, como se sabe, levam décadas para ser decompostos na natureza.

Caso sua cidade não conte com uma rede coletora de esgoto ou uma estação de tratamento (para se informar disso, ligue para a concessionária de esgoto local), jogue o papel higiênico no lixo do banheiro. Quando lançado no vaso, ele entope mais rapidamente a fossa séptica (tanque enterrado no jardim ou quintal da casa para onde vai o esgoto doméstico quando não há rede coletora). Ao mesmo tempo, aumenta a poluição das águas, já que o esgoto de cidades sem estação de tratamento é despejado in natura em rios ou no mar. Fraldas, absorventes higiênicos e camisinhas devem ser jogados no lixo.

3 05 2011
Anonimo

Todo papel higiênico é biodegradável, pois é feito de celulose. O papel dito biodegradável é invenção de algum marketeiro e picareta. Trata-se apenas de um papel com menos cola, que dissolve facilmente na água.
Quem lembra das aulas de ciências sobre conservação da matéria sabe que o papel lançado no vaso sanitário não vai desaparecer milagrosamente. Ele permanece dissolvido na água e há o risco de acabar poluindo córregos e rios. Se todo mundo jogar o papel usado no vaso, as estações de tratamento de esgoto terão que ser ampliadas para dar conta do volume maior de matéria orgânica lançado na água. Como no Brasil essas estações são raras, geralmente é melhor colocar o papel usado no cesto para que seja enviado ao aterro sanitário. A destinação como resíduo sólido é mais barata e viável em nossa realidade.

28 05 2011
roy

a decadas não compro paepl higienico e garanto que meu fiofo e + limpo qualquer presidente, rei , papa ou personalidade , porque ? pq uso duchinha higienica e na minha casa ainda tem presurizador de agua , lavar tudo profundamente sem deixar residuos e show , duvido um papel fazer 1/4 dessa limpeza , alem de economia ,desde 1992 não compro papel higienico , a não ser p/ visitas ( tipo 4 rolos a cada 2 anos ) e minha descarga e deca e 11/2 com encanamento independente , leva o rolo todo se quizer com 1 descarga , essas de caixa aclopada nem um cococzinho simples leva direito ninguem merece , ser ecologicamente correto pra agradar e ficar com o cu cagado e com merda boiando na privada esperando a bacia aclopada encher pra dar + 1 descarga ? o que vale e nossa saude e conforto e não acho nada disso incorreto , alem disso não gasto papel e meu coco e ecologico e benefico a natureza como adubo por exemplo ja que so como cereais integrais , verduras , legumes , grãos,brotos etc , nada de carne e produtos quimicos , quer + ecologico e benefico para o meio ambiente do que isso ?

2 07 2011
scatmoderation

Bommmm sobre o assunto,papo de jogar o papel no vaso depois:
1-Sempre devemos jogar na 1a ou 2a vez ,apenas se há muita merda,fezes em excesso,isso para naum feder e sujar muito o lixo(cesto)
2-Depois podemos jogar sim,até porque a maioria das mulheres joga e nada entope
3-Podemos e devemos jogar sim se naum há outro jeito,nao ter lixo,saco ou nada p depositar o papel,ai vai no vaso mesmo,mas em pedaços pequenos para naum intupir o vaso

6 07 2011
Steve Moder

eu jogo papel no vaso!

8 07 2011
Bauer

Na época em que a NBR para produção de tubulações de esgotos foi feita os autores estavam pensando em esgoto (fezes+ urina +água =~ 99% água). Não foi pensado para outros tipos de sólidos (materiais). Por isso não é aconselhável jogar papel no vaso ainda no Brasil. Principalmente no que se refere a parte hidráulica e tensão de trativa.
Ou seja a papel pode secar na tubulação e incrustar até o entupimento.

Nada contra jogar o papel no vaso,até acho melhor contra a disseminação de vetores patogênicos. Mas é preciso fazer estudos e mudar as normas brasileiras para aceitar este tipo de resíduos.

14 07 2011
Rogério

Não sei porque gastaria mais água. Jogando ou não o papel higiênico dentro do vaso a quantidade de água que será gasta é a que está na caixa de descarga. Quanto ao fato de entupir, eu jogo papel no vaso há anos e nunca entupiu, isso pra mim é fato.

27 07 2011
Mr. Awesome

Esse post é de um terceiro mundismo fantástico. Em qualquer país de primeiro mundo, a idéia de juntar cocô num cestinho leva a boas risadas. Qualquer prédio pós-1990 no brasil está preparado para o papel no vaso. Aliás, nosso papel é biodegradável como o dos gringos, feito com fibras especiais (curtas).

17 10 2011
Reginaldo Barduchi

Bom dia a todos !!!
Sou técnico de uma empresa fabricante de papéis, não em tom de arrogância mas sim de humildade gostaria de esclarecer alguns detalhes desta proveitosa discussão:
PAPÉL HIDROSOLÚVEL NÃO EXISTE (coloque em um copo um papel com água e verá que não dissolve como produtos realmente hidrosolúveis, tais como açúcar, sal de fruta…, esses sim são produtos hidrosolúveis).
BIODEGRADÁVEL somente atesta que não agridem o meio ambiente, e são decompostos com o passar dos tempos.
O que ocorre quando damos descarga (no Brasil) é que o papel vai embora, e por vezes vai se acumulando formando uma massa (similar ao processo de reciclagem do mesmo) e em tubulações antigas acaba provocando entupimento, em alguns casos até mesmo tubulações novas.
NO EXTERIOR se descarta papel no vaso devido a tubulação adequada e principalmente a um TRITURADOR de papéis localizado logo abaixo dos vazos sanitários, porém o papel é o mesmo do Brasil, tendo em vista que a empresa ao qual trabalho a Matriz é Européia, e atende com o mesmo papel Brasil, Europa e Ásia.
Portanto: LUGAR (correto) DE PAPEL É NO CESTINHO (com tampa)!!!
Espero ter colaborado amigos.

23 10 2011
Otrebor Sued

Claro que não existe papel hidrossolúvel. Ele em vez de limpar ia se dissolver. Como também não existe o triturador de cocô para ser adaptado sob o vaso. Se existe, me mostre o link do produto.

E o cestinho com tampa do seu banheiro, quem limpa? A mamãe, a querida esposa ou a empregada?

Tudo bem, vc foi criado com essa idéia errada. Paciência, mas reflita e mude.

Eu também, entre outras coisas, trabalho na manutenção de estações de tratamento de esgotos e posso afirmar que se encontra de tudo nas grades de peneira, de camisinhas a escovas de dente, exceto papel higiênico, que se desintegra facilmente e não para em peneira alguma.

Se o esgoto da sua casa não suporta papel higiênico, refaça todo o sistema, O que vc não pode é manter esse lixo no seu banheiro para depois a mamãe vir limpar, né?!

11 05 2012
31 10 2011
Ana Maria do Amaral

Eu acho muito mais higiênico, jogar o papel no vaso, pois além de deixar o banheiro sem o odor fétido, ainda evita a propagação de doenças, que se transmitem com muita facilidade.E não deixando de lembrar que ainda hoje no século 21, temos pessoas remechendo nos lixões, muitas vezes atráz de comida.Vamos nos concientizar de varias coisas com este simples gesto de jogar o papel no vaso.

15 11 2011
Pablo Vigatto

Essa inforamção dada não está totalmente correta existe um estudo para a criação de um papel higienico biodegradavel, em contato com a água ele desmancha por completo, essa foto que ele pois ai eu já vi no Shopping Eldorado em SP onde pede que se jogue o papel no vaso em contato com a água o papel some, isso é algo deve ser levado mais a serio e as empresas devem começar a comercializar esse tipo de papel higienico, fanzendo uma campanha para acabar com o cesto de lixo do banheiro.

24 11 2011
jessica

Vivo em Hong Kong cerca de 20 anos aqui todos colocam papel hogienico no vaso sanitario no inicio achava que iria intupir mas despois acostumei com a ideia e nao entope …Tudo tem haver com encanacao e como a agua sai rapida ou devagar…e claro vc tem que manter a agua saindo ate que o papel faca a sua viajem…Agora quando vou ao Brasil na cidade de interior virou um ritual esqueco sempre e ai as vezes entope as vezes nao kkkkk

26 11 2011
Elizabeth Porto

Para o pessoal que está preocupado com o DESPERDÍCIO de água para quando jogar o papel higiênico usado no vaso sanitário, deixe para puxar a descarga junto com o sólido ou seja papel usado + caquinha. Você vai ter que puxar mesmo a descarga! Ou vocês não tem esse costume? kkk

3 12 2011
malde

Bosta é no Vaso, Se o papel tem Bosta, é no Vaso. Qual a dúvida ?

4 12 2011
Daniel

Sou Eng. Civil, estudei com Dr. Beda Barkokebas (Doutor em Inst. Hidráulicas) e durante o curso de engenharia pude visitar uma fabrica de vasos sanitários com caixa acopladas.
Pra resumir, sabe como era feito o teste nos vasos?
R – Jogam-se 6 bolas de papel higiênico no vaso.

Alguém tem mais dúvidas?

20 12 2011
Winevorst

Quanta verdade e quanta bobagem! Sou engenheiro sanitarista e posso lhes garantir o seguinte:
1. O papel higiênico é feito de fibras curtas o que favorece a sua desintegração em meio aquoso. Em outras palavras: o papel higiênico em contato com a água se dissolve, vira água.
2. Os entupimentos se devem a duas práticas inadequadas: ou o vaso ou as instalações prediais de esgotos são velhos e já apresentam uma redução do diâmetro; ou se estão jogando sólidos no vaso sanitário outros que papel higiênico. As normas atuais e os critérios construtivos existem para permitir a descarga de merda com o papel higiênico a bordo.
3. As únicas coisas que se podem jogar no vaso sanitário são: cocô, urina, cuspe, vômito (não com muita frequência) e PAPEL HIGIENICO. Nada mais. Qualquer outra coisa vai entupir o sistema mais cedo ou mais tarde.
Espero que vocês sigam essas orientações e as disseminem.

19 04 2012
José Carlos

Boa resposta meu caro, sou Eng.Agrônomo e de produção, trabalho com consultoria ambiental, eu espero que os esquentadinhos que gostam de limpar seu orifício anal com papel e joga-lo em uma sacola de plástico, a qual terá seu destino final um lixão, ou por sorte um aterro sanitário adequado… De qualquer forma, gostaria de lembrar ao “nerdão” de plantão responsável por esta página que, vc nao pode simplesmente deletar sua sujeira do mundo, eh necessario uma gestão adequada dos resíduos fora do seu “mundinho virtual”. Abraço!!

24 01 2012
Mauricio Henrique

Para os que moram em prédios,edifícios em que as tubulações são de grande porte pode ser viável o papel no vaso.Mas para as casas comuns onde as tubulações não são adequadas,não é correto,tendo em vista a falta de educação das pessoas pois elas enrolam uma grande quantidade de papel na mão e logo jogam no vaso,entupindo o encanamento.Com relação ao lixo; Todo o lixo é descarregado em lugar chamado de lixão sanitário,onde o lixo é separado.A propósito,esqueceram que esse lixo dentro deste depósito produz um gás que é usado para outros fins?

24 01 2012
Mauricio Henrique

Tempos atrás,quem sabe algumas dezenas de anos,não existia o papel higiênico,existiam nos banheiros públicos ou não,bidês para as pessoas se lavarem.Todos se lavavam e assim viviam,sem nenhuma reclamação.Surgiu então um cidadão,com a invenção do papel higiênico;Quase mataram o sujeito,tamanha foi a indignação,pois ao invés de lavar,ele sugeriu que limpassem com papel o anel de couro!! Por pouco o mundo não veio abaixo!! Foi uma tremenda revolução!! Mas aos poucos foram se acostumando,e hoje ninguém vive sem ele,o nosso famoso papel higiênico!!Pois bem;Agora estamos num dilema também revolucionário,sobre a responsabilidade de : O que fazer com ele depois de sujo!!!!!!!

27 01 2012
joão

quem é o lazarento que vai pagar uma desentupidora pra minha casa agora??? maldito site se não fossem essas opniões toscas meu vaso não estaria entupido.

28 02 2012
Sandro

seu manezão! Enfia a mão e amassa a merda, ou, mude-se para um local que tenha um banheiro que preste!

14 06 2012
Daniel

jogar papel tudo bem, agora jogar cueca entope mesmo

3 02 2012
EU

NUNCA JOGUEI PAPEL NA PRIVADA ATÉ QUE FUI MORAR NO JAPÃO. LÁ TODO MUNDO JOGA E NÃO ENTOPE. MOREI LÁ 4 ANOS. QUANDO VOLTEI, COMECEI A JOGAR O PAPEL NA PRIVADA DE CASA. DOIS MESES DEPOIS, ENTUPIU, É MUITO CONSTRANGEDOR E DESCONFORTÁVEL. AQUI NO MEU TRABALHO O MEU CHEFE É ECO-CHATO E A PORRA DA PRIVADA VIVE ENTUPINDO. VÃO TOMAR NOS SEUS CUS, ECOCHATOS. NÃO DÁ PRA JOGAR EM QUALQUER BANHEIRO.

7 02 2012
Bruna

Meu, esse assunto deu o que falar hein??? hahaha
Todos discutindo sobre papel cheio de bosta.

Enfim, to num hotel em Buenos Aires, e fui jogar o papel na privada, logicamente pq não era a MINHA privada, e pq o cesto mais perto ficava no quarto… Então entende-se que era pra mandar descarga abaixo.

Essa merda, literalmente merda entupiu. Foda…

16 02 2012
Anonimo

João, ninguém vai pagar uma desentupidora para você (:
Você é livre por seus atos, jogou papel higiênico no vaso sem prestar atenção na qualidade do vaso, do encanamento e do papel por que quis. Não venha colocar a culpa da burrice que você fez no site nem nas pessoas que comentaram aqui.

14 06 2012
Daniel

caramba, o cara tem que fazer uma análise, pagar um laboratório ver a qualidade do papel, quebrar a parede do banheiro alheio, pra ver o encanamento (pra ver ser é tigre ou amanCO), ligar para o SAC da empresa, pra ver se pode, e ai sim se decidir, tem que ser anonimo mesmo pra ter uma ideia genial dessa…se é pra fazer tudo isso, eu molho faço uma bolinh e jogo no teto.

17 04 2012
TT

O papel que entope o vaso é aquele papel-jornal vagabundo de rodoviária. Mas se você compra papel adequado, pode observar que ele se dissolve logo que entra em contato com a água.

Nem sempre o ‘senso comum’ é a solução mais inteligente. Quando você usa cesto de lixo, você coloca montes de material degradável dentro de um saco plástico (que demora muito mais para se degradar) e enche os lixões da cidade desnecessariamente. Isso definitivamente não é inteligente.

Se não for isso, o pessoal do seu trabalho deve jogar um quilo e meio de pape no vaso e tentar dar descarga, por isso entope! Enfim, algo está errado aí e definitivamente não é o hábito de jogar papel no vaso.

5 06 2012
Kelly

O papel higiênico pode ser jogado no vaso sanitário?

O papel higiênico pode ser jogado na privada, quando não houver problemas com entupimento na rede interna, o que ocorre somente em redes domiciliares antigas e com traçado com muitas curvas. Em geral, em prédios, devido à maior pressão da água e os desníveis elevados não há obstruções por este resíduo.
Cabe registro que esta disposição na privada vai ao encontro de recomendação das Vigilâncias Sanitárias no sentido de se evitar a manipulação de papel sujo com fezes, um resíduo contaminado microbiologicamente.
Nos coletores tronco da rede pública (diâmetro é superior a 300mm) não há registro de casos de obstrução atribuível ao papel higiênico, que rapidamente se desagrega com o fluxo de água. Nesse caso, as obstruções estão associadas a resíduos como cabelos, fibras/pelos, fio dental, lixo plástico, preservativos, absorventes higiênicos, hastes flexíveis, aparelhos de barbear descartáveis, pontas de cigarro, brinquedos etc., que deveriam seguir para o lixo ou para reciclagem.

Fonte: http://site.sabesp.com.br/site/fale-conosco/faq.aspx?secaoId=134

14 06 2012
BOÇA

Então, numa conclusão de seu comentário Kelly, creio que utilizar o CESTO é a melhor saída, e, preserva muito mais o meio ambiente, como você mesmo disse, o que entope as redes de esgotos são, resíduos de cabelos, fio dental, absorventes, hastes, etc, etc…, e tudo isso vem do banheiro de quem??? De quem utiliza o vaso sanitário, ou o Cesto?? Logicamente, quem utiliza o CESTO, como eu, deposita todos os lixos sanitários no cesto, e, automaticamente quem não tem CESTO, manda ver qualquer lixo nas redes de esgotos. Triste não,

14 06 2012
Daniel

Pera lá, pera lá, eu tenho cesto, mas jogo papel cagado no vaso, afinal, caixa de pasta de dente, shampoo, sabonete, gilete, etc etc, eu não vou jogar lixo no vaso, só porque eu jogo papel higienico lá,
Seguindo esse seu raciocinio você caga no cesto!!

14 06 2012
cris

Eu jogo todo o dia toda vez no vaso sanitario nunca deu problema …isso depente muito da encanacao da maneira que a velocidade da vai ..se vai rapida tem mais forca pra enviar etc… entao se seu vaso sanitario e velho seu encanamento nao anda etc nao da pra fazer isso

14 06 2012
Daniel

ta bom, senta lá Claúdia

14 06 2012
BOÇA

Ok, ok, ok, então todos vocês, COMO o Daniel, que utilizam o vaso sanitário como lixo, mantenham um cesto de lixo no banheiro, independente do seu habito de jogar papel no vaso, para que outros tipos de lixo não entupam as redes de esgotos e a linha de raciocínio aqui Daniel, é sobre o papel por enquanto, não onde eu cago, ou deixo de cagar rsrsrsrsrs.

26 06 2012
Andre

Apoio a ideia de jogar o papel no vaso, hoje temos papel higienico biodegradavel, que se desmancha facilmente em contato com a agua, acho q se esta entupindo seu vaso, nao é culpa do papel, apoio totalmente, e ja esta passando da hora do Brasileiro ter bons hábitos.

5 07 2012
Amazonas

E interessante como esse assunto gera tanta polemica , realmente importante pois o consumo de água e papel , além dos efeitos degradantes do meio ambiente estão em jogo. O material fecal em si não deveria ter outro destino a não ser o banheiro, uma forma higiênica e ambientalmente correta. Concordo que o papel utilizado tem esse aspecto e deve ser descartado no vaso sanitário. Mas existem observações anteriores nas quais um Anônimo disse que fora do Brasil a educação eh melhor no sentido higiênico e que brasileiros não sao corretos nesse aspecto. Discordo dessa maneira de pensar, até porque todo brasileiro sabe que muitas pessoas que não sao brasileiras não gostam muito de higiene pessoal, tal como tomar banho por exemplo, que dirá em relação a que essas pessoas deveriam ir ao vaso sanitário pelo menos uma vez ao dia. E outra coisa que eu não entendi eh que esse mesmo anônimo disse que nos EUA não se pode jogar papel no vaso e nem tem cesto para descarte, então onde eh que se descarta o papel higiênico, ou não usam isso lá?

19 09 2012
Daniel

cuecas e calcinhas filha, depois só lavam as mesmas, ou também fazer as necessidades tomando banho é outra alternativa bastante utilizada nos estates.

25 04 2013
Julio Cesar Gentil de Sousa

Não é qualquer papel que pode ser jogado no vaso. Somente os papeis que são biodegradáveis como por exemplo o papel higiênico. Pois dissolvem facilmente em contato com a água.

12 05 2013
Ferraz

Em um vaso que nao passar um papel solúvel em água a sua mais mole bosta vai enganchar.
Papel é no vaso sim!

14 06 2013
Simone

Moro na Espanha, e aqui nao existe jogar papel sujo no cestinho. O cestinho aqui é bem pequeno e é usado apenas para jogar cotonetes, algodao que mulher usa para demaquilar o rosto, pq esses entopem o vaso. Ja o papel higienico sujo, é joga direto no vaso e da descarga. É uma pena que no Brasil nao é assim, pq é muito nojento entrar no num banheiro e ver aquele cestinho cheio de papela sujo de merda, sem falar do mau cheiro que deixa no banheiro.

18 12 2013
AstolfoDias

No Brasil o esgoto sanitário é muito menos frequente do que as fossas septicas. Só nos grandes centros temos tubulações de esgotamento sanitário. Nos demais a prática, é o uso de cestinhas para que o papel higiênico utilizado seja descartado. Por que isso é necessário? Se isto não for feito, as fossas sépticas poderão entupír, porque o papel não irá se degradar e irá acumular. Os exemplos de paises do primeiro mundo são em razão das instalações de esgotamento sanitário, estarem preparadas para aceitar o envio do papel higiênico. Já no Brassil isto é luxo dos grandes centros. Este é o país da fossas e muitas vezes dao esgoto à céu aberto.
São os incovenientes de países pretensamente desenvolvidos.
Guarda fezes em cestinhas é inimaginável e um desconforto para o pessoal da faxina que é obrigado a manipular um lixo fermentado e nem sempre bem acondicionado no papel higiênico.

19 12 2013
Roberto Bertoche

E de comentaristas pretensamente doutos também (são os inconvenientes).
Claro que papel higiênico usado deve ser jogado no vaso, independente de qualquer desculpa esfarrapada. Papel é feito de celulose, que é matéria orgânica, Nada que vá dar problemas em fossas sépticas, e se der, paciência, Conserte-se, pois ninguém merece recolher dos cestinhos o papel usado por outras pessoas.

4 03 2014
Serjão

É só usar uma ducha higiênica ou bidê, que será necessário apenas um pouco de papel higiênico para ENXUGAR você. Tão pouco que jamais entupiria um vaso sanitário.

11 07 2014
Marco Oliveira

Todos no processo devem fazer a sua parte. Sou engenheiro e para quem quiser envio o numero das normas (ABNT) a respeito. A norma é feita para que a tubulação dê conta de descartar as fases sólidas ( fezes para quem preferir), mais o papel. A norma até diz que deve haver o cestinho para papel em locais onde não haja rede de esgoto , logo o contrário também é válido. Havendo rede de esgoto, papel higiênico no vaso. Mas vamos analisar todas as partes envolvidas.
1 – Usuário – deve descartar a quantidade adequada de papel higiênico, principalmente se o fizer junto com as fezes;
2 – Vaso Sanitário – Vasos sanitários devem ser sifonados (a grande maioria o é) ou seja sempre fica uma lamina d’água dentro. Devem seguir a norma ABNT 6498 quanto a dimensionamento interno e volume de água utilizado em cada descarga;
3 – Papel Higienico – deve ser biodegradavel (não pode ser perfumado) e composto de fibras curtas. A maioria é. Não serve jornal, papel toalha e similares;
4 – Tubulação de esgoto – deve ser obrigatoriamente com canos de 100mm de diamêtro no minimo, conforme manda a norma;
5 – Esgoto Sanitário – deve ser ligado a uma rede de esgoto e não a fossas sanitárias;
Ou seja, colocar papel higienico no vaso é correto desde que todos tenham feito a sua parte antes, você, governo, construtor, fabricante do vaso, etc. No primeiro mundo é assim. Aqui entramos no “depende”. Se voce sabe pelo menos que sua residencia está ligada a uma rede de esgoto e colocar papel no vaso nunca entupiu sua rede continue assim, é o mais correto ecologicamente.
Para vocês que dizem que seu vaso entope com isto, alguem não fez a sua parte, ou quem construiu seu vaso ou instalou sua rede de esgoto. Em algum destes pontos tem algo fora da norma.

Marco Oliveira

11 07 2014
Roberto Bertoche

Show de bola! É isso mesmo.
Vamos seguir a norma, que é o jeito certo de se fazer.
Entretanto, quando um ponto fica fora da norma, como por exemplo não haver no local rede de esgotos, como ocorre muito aqui na roça, a norma talvez preconize a adoção de fossa séptica e sumidouro, além de possivelmente outros modos de tratar os efluentes.domésticos.
E como um rolo de papel de fibras curtas certamente não tem mais que um litro de volume, em um sumidouro de 1,2 m de diâmetro e 4 m de profundidade cabem 4 mil e quinhentos rolos de papel higiênico, que se forem um por dia, perfazem 12 anos e 4 meses… Depois disso, chama o limpa fossas e por R$ 80,00 eles limpam e mandam para a estação de tratamento.
Aqui é assim.
E o papel então vai pro vaso, que manda para a fossa séptica que manda para o sumidouro, que a cada 5 anos manda para a estação de tratamento.
E ninguém fica tendo que mexer e trocar o lixinho fedido a toda hora.
O banheiro fica muita mais legal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: